Maceió-AL

Recomendações sobre Monkeypox no Ciclo Gravídico-puerperal

Veja também

Infectologista orienta sobre monkeypox em gestantes e puérperas
Gestante e monkeypox
Infectologista orienta sobre monkeypox em gestantes e puérperas
Logo AR NEWS NOTÍCIAS 24 horas
AR NEWS NOTÍCIAS 24 horas

AR NEWS:  Brasil, Maceió ,09 de setembro  de 2022




Declarada em 23 de julho como uma Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional (ESPII), a monkeypox é uma doença zoonótica viral, em que sua transmissão para humanos pode ocorrer por meio do contato com animal ou humano infectado ou com material corporal humano contendo o vírus. De acordo com o MS, apesar do nome, é importante destacar que os primatas não humanos não são reservatórios do vírus da varíola.

Na Nota Técnica de Recomendações sobre Monkeypox no Ciclo Gravídico-puerperal, publicada em 1º de agosto, o Ministério da Saúde esclarece que por ser uma doença nova, a infecção por monkeypox ainda tem muitos dos seus aspectos desconhecidos. O documento analisa que, embora mais estudos sejam necessários, há uma preocupação das autoridades de saúde nos cuidados para essa população, considerando o risco de aparecimento de casos neste grupo populacional.

A nota informa que as gestantes apresentam quadro clínico com características semelhantes às não-gestantes, quadros leves e autolimitados, não havendo indicação de antecipar o parto, mas podem apresentar gravidade maior, sendo consideradas grupo de risco para evolução desfavorável. Nesse contexto, a infectologista da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) do Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz), Natalie Del Vecchio, foi convidada para abordar o tema e orientar as gestantes e puérperas. 

IFF/Fiocruz: O vírus pode atravessar a placenta e atingir o feto?

Natalie Del Vecchio: Sim, é reconhecida a transmissão materno-fetal a partir da placenta, originando a doença congênita, abortamento espontâneo, óbito fetal e parto prematuro. Entretanto, dados sobre a doença na gestação são limitados por se tratar de uma doença nova e com poucos estudos. A gestante deve ser acompanhada pelas autoridades de saúde até que mais estudos e evidências sejam publicados.

IFF/Fiocruz: Quais os riscos e benefícios da medicação para gestantes e puérperas contra os sintomas da monkeypox?

Natalie Del Vecchio: Não há terapia específica para o monkeypox, a maioria dos casos é autolimitada e não irá necessitar de tratamento medicamentoso específico com antivirais. Ainda não há protocolos bem estabelecidos para indicação dos antivirais em pacientes infectados pelo monkeypox.

Na gestação, a recomendação de antivirais só deve ser considerada em quadro grave da doença, já que mais estudos ainda são necessários para avaliar a eficácia e os riscos dessas medicações para o feto. Cada caso deve ser discutido com a paciente e a decisão compartilhada baseada em riscos e benefícios que se conhecem até o momento.

IFF/Fiocruz: O que deve ser garantido durante o trabalho de parto e parto?

Natalie Del Vecchio: Deve-se garantir a presença de um acompanhante saudável, o uso de equipamentos de proteção individual para os profissionais de saúde e cuidados de prevenção na transmissão do vírus intra-hospitalar. A puérpera deve permanecer em local de precaução de contato e gotícula (ideal quarto privativo), mantendo-se a segurança das demais pacientes.

IFF/Fiocruz: Nos casos confirmados, a cesárea está indicada?

Natalie Del Vecchio: De maneira geral, a cesárea não está indicada e a via de parto é baseada nas indicações obstétricas. A indicação da cesárea ocorre quando a paciente apresenta lesão genital, porque há risco de contato e infecção neonatal no momento da passagem pelo canal de parto.

🔵Para as últimas manchetes, siga nosso canal do Google Notícias on-line ou pelo aplicativo.  📰 aqui



Continue a leitura após o anúncio:
Confira  Últimas Notícias 🌎



📙 GLOSSÁRIO:


🖥️ FONTES :
 FIOCRUZ
Com Agências


🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️

  Continue a leitura no site após o anúncio:

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
–>