Maceió-AL

Casos de febre hemorrágica da Crimeia-Congo aumentam no Iraque , diz OMS

Veja também

AR NEWS NOTÍCIAS 
 O Iraque registrou um aumento acentuado nos casos de febre hemorrágica da Crimeia-Congo (CCHF) até agora este ano, com mais de 200 casos, informou a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta quarta-feira.
Grande Mesquita em Mosul, Iraque
Grande Mesquita em Mosul, Iraque 


As autoridades de saúde iraquianas notificaram a OMS de 97 casos confirmados em laboratório e 115 casos suspeitos entre 1º de janeiro e 22 de maio, de acordo com um relatório publicado no site da OMS.

Até agora, 27 pessoas morreram, das quais 13 eram casos confirmados em laboratório, disse a OMS.


As infecções são muito maiores do que durante o mesmo período de 2021, quando 33 casos confirmados em laboratório foram registrados, disse a OMS, alertando que o surto no Iraque pode representar uma pressão adicional ao sistema de saúde já sobrecarregado.

O Iraque emitiu padrões de higiene mais rígidos para matadouros de gado, que proíbem o abate de gado fora dos locais designados.

No sábado, o governador de Bagdá, Mohammad Jaber Al-Atta, anunciou a formação de um grupo de trabalho conjunto para conter a propagação do vírus, incluindo a elaboração de planos urgentes para conscientizar o público sobre a prevenção da epidemia.

O vírus é transmitido principalmente por picadas de carrapatos ou por contato com sangue ou tecidos de animais infectados durante e imediatamente após o abate, com a taxa de mortalidade que pode chegar a 40%, disse a OMS.
🔵 Acompanhe nosso blog site no Google News  para obter as últimas notícias 📰 aqui


🟢Confira  Últimas Notícias 🌎


🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
–>