-->

{ads}

Febre amarela, cruel e silenciosa, ceifou a vida de um Policial Federal em Roraima

Leia outros artigos :

vacina


Nas entranhas de Roraima, um terrível aviso ressoa: a febre amarela, cruel e silenciosa, ceifou a vida de um Policial Federal, deixando uma comunidade em choque e as autoridades de saúde em estado de alerta. O indivíduo em questão, conhecido pelo pseudônimo [RBS], de 38 anos, sucumbiu à doença em agosto de 2023, mas apenas agora, em 30 de outubro de 2023, a Secretaria de Estado de Saúde (Sesau) confirmou oficialmente a causa de sua morte.

Este trágico evento marca a primeira vez em 16 anos que a febre amarela deixa sua marca letal em solo roraimense. A descoberta, tardia mas incontestável, instou a Sesau a soar o alarme: a população deve imunizar-se contra esta ameaça insidiosa. Entretanto, os números são desanimadores. Em 2023, apenas 31,74% dos habitantes de Roraima receberam a vacina contra a febre amarela, um dado alarmante que pinta um quadro sombrio da situação vacinal no estado.

O triste desfecho do [RBS] começou com sintomas insidiosos em 27 de agosto de 2023, manifestando-se como febre, vômitos intensos e dores lancinantes por todo o corpo. Em busca de alívio, procurou ajuda médica, mas a gravidade do caso logo o levou ao Hospital Geral de Roraima, onde passou seus últimos três dias em agonia antes de sucumbir à doença.

A investigação subsequente revelou um detalhe chocante: inicialmente, a Sesau alegou a falta de comprovante de vacinação, mas a determinação da esposa do falecido desmascarou esse equívoco. Uma foto da carteira de vacinação do Policial Federal, contendo o registro vital da vacina contra a febre amarela, surgiu, lançando luz sobre a tragédia e deixando as autoridades em alerta.

A febre amarela, uma aflição hemorrágica causada pelo vírus flavivírus, é uma ameaça perene em 47 nações de baixa e média renda na África e na América do Sul. Seus sintomas são aterrorizantes: febre implacável, arrepios, dores de cabeça intensas, dores generalizadas, náuseas, vômitos, fadiga e fraqueza. A letalidade da doença, calculada em 47,8% no período de 2000 a 2021, eleva o alerta, tornando a vacinação uma defesa vital.

O ciclo de transmissão da febre amarela é complexo, ocorrendo tanto nas florestas, onde os mosquitos Haemagogus e Sabethes são vetores, quanto em ambientes urbanos, onde o temível Aedes aegypti assume esse papel. Um único caso humano, como o do [RBS], é um indicativo claro de que o vírus está em circulação, sinalizando o risco iminente de um surto. A rápida resposta e coordenação das autoridades de saúde, aliadas a esforços para ampliar a cobertura vacinal, tornam-se cruciais para evitar a propagação desenfreada dessa moléstia.

A Sesau, ciente do perigo iminente, lançou um apelo às 15 municipalidades do estado. A mensagem é clara: a vacinação contra a febre amarela é a principal defesa contra essa enfermidade mortal. Esta medida, que se tornou uma recomendação vacinal de rotina em todo o país após o grande surto em São Paulo, em 2016/2017, é uma âncora de esperança em meio ao receio.

Nesse cenário sombrio, a Sesau também se empenha em educar os profissionais de saúde sobre os sinais e sintomas, especialmente ao lidar com indivíduos provenientes de áreas rurais e florestadas. A atenção redobrada é crucial para aqueles que apresentem sintomas e tenham contato com macacos mortos, potenciais indicadores de um ciclo de transmissão devastador.

O triste destino do Policial Federal [RBS] serve como um lembrete amargo: a febre amarela é uma adversária implacável, mas a vacinação é nossa arma mais eficaz. É um chamado à ação, uma advertência que ecoa pelas fronteiras de Roraima, convocando todos a protegerem-se contra essa ameaça mortal. Que a memória de [RBS] nos inspire a não sermos complacentes, mas sim, diligentes na busca pela imunização, preservando assim vidas preciosas e comunidades inteiras desta terrível e evitável calamidade.
AR News
Continue a leitura do texto após o anúncio:
Confira>> Últimas Notícias 🌎

Siga-nos


📙 GLOSSÁRIO:

🖥️ FONTES :
Com Agências :

NOTA:
O AR NEWS publica artigos de várias fontes externas que expressam uma ampla gama de pontos de vista. As posições tomadas nestes artigos não são necessariamente as do AR NEWS NOTÍCIAS.
🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️
Continue a leitura no site após o anúncio:

Postar um comentário

0 Comentários
* Por favor, não faça spam aqui. Todos os comentários são revisados ​​pelo administrador.