{ads}

Epidemia de Dengue: Votuporanga confirma quatro casos da variante desaparecida por décadas

Leia outros artigos :

aedes


Votuporanga, localizada no interior de São Paulo, registrou quatro casos confirmados da variante do sorotipo 3 do vírus da dengue, uma cepa que não causava epidemias no país há mais de 15 anos. A informação foi divulgada em 22 de novembro de 2023.

A Prefeitura de Votuporanga informou que há sete casos suspeitos, todos em mulheres, incluindo uma criança de 5 anos. Os quatro casos confirmados foram diagnosticados pelo Instituto Adolfo Lutz. O primeiro caso foi identificado em uma mulher de 34 anos no início de novembro, destacando-se pela intensidade dos sintomas clássicos da dengue, como febre, vômito, dores e manchas vermelhas pelo corpo, além de sangramento pela urina e nariz.

Os demais casos foram confirmados em 17 de novembro, todos concentrados em um bairro na região sul da cidade. As pacientes estão em condição estável.

De acordo com o virologista da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (SP), Maurício Lacerda Nogueira, existem quatro tipos conhecidos do vírus da dengue, transmitidos pelo mosquito Aedes aegypti, associados a epidemias. O sorotipo 3 não causava epidemias desde 2008 na região noroeste paulista.

A detecção desses casos levanta preocupações significativas, pois a entrada de um novo tipo de vírus geralmente precede uma epidemia. O sorotipo 3 é especialmente preocupante, já que não circulava há mais de 15 anos. A secretária de Saúde de Votuporanga, Ivonete Félix Nascimento, ressaltou que não é possível avaliar a gravidade do sorotipo apenas pelos sintomas clínicos, pois qualquer vírus da dengue pode causar desde infecções leves até fatais.

No primeiro semestre do mesmo ano, a Fiocruz alertou para o ressurgimento do sorotipo 3 do vírus da dengue no Brasil, principalmente nas regiões Sul e Norte, aumentando o risco de uma nova epidemia devido à baixa imunidade da população contra esse subtipo viral.

O comunicado da ProMED-Port destaca que, além dos casos identificados, a falta de investigação laboratorial abrange tanto infecções assintomáticas quanto sintomáticas, sugerindo que o número real de infecções pelo sorotipo 3 pode ser maior. Introduzir um novo sorotipo pode levar a hiperendemicidade, epidemias mais severas e um aumento na proporção de casos graves e óbitos por dengue.
AR News
Continue a leitura do texto após o anúncio:
Confira>> Últimas Notícias 🌎

Siga-nos


📙 GLOSSÁRIO:

🖥️ FONTES :
Com Agências :

NOTA:
O AR NEWS publica artigos de várias fontes externas que expressam uma ampla gama de pontos de vista. As posições tomadas nestes artigos não são necessariamente as do AR NEWS NOTÍCIAS.
🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️
Continue a leitura no site após o anúncio:

Postar um comentário

0 Comentários
* Por favor, não faça spam aqui. Todos os comentários são revisados ​​pelo administrador.