{ads}

Menina britânica de 13 anos que desapareceu no ataque dos terroristas do Hamas, foi assassinada

Leia outros artigos :

Yahel, à esquerda, foi morta enquanto sua mãe morreu no ataque do Hamas e sua irmã Noiya está desaparecida


Lamentavelmente, uma tragédia chocante assolou o sul de Israel, onde a jovem Yahel, uma garota britânica de 13 anos, encontrou um destino cruel durante o terrível massacre perpetrado pelo Hamas. O desaparecimento de Yahel aconteceu após um ataque brutal em Be'eri, no qual sua mãe, Lianne, perdeu a vida. Enquanto isso, sua irmã Noiya, de 16 anos, e seu pai israelense, Eli, continuam desaparecidos, mergulhando a família em angústia e incerteza.

A comunidade britânica também sofreu perdas devastadoras nesse ataque, com seis cidadãos britânicos perdendo suas vidas, conforme confirmado por Rishi Sunak. Esse ato hediondo desencadeou uma guerra entre Israel e o Hamas, deixando um rastro de destruição e dor.

Entre os falecidos, estava Jake Marlowe, um dedicado trabalhador na segurança do festival Nova, que infelizmente encontrou seu fim durante o ataque ao festival, um dos principais alvos do Hamas. Além disso, Nathanel Young, um jovem de 20 anos que servia nas Forças de Defesa de Israel (IDF), também foi uma vítima dessa violência brutal. Bernard Cowan, que cresceu em Glasgow, foi tragicamente morto, enquanto o fotógrafo Dan Darlington perdeu a vida no sul de Israel, como afirmou sua irmã.

Outro herói que encontrou um destino trágico foi Benjamin Trakeniski, de 32 anos, membro das Forças de Defesa de Israel, que corajosamente ajudou a evacuar pessoas de Be'eri enquanto enfrentava os homens armados. Sua coragem custou-lhe a vida, pois foi morto durante os combates, uma perda irreparável para sua nação.

A situação na Faixa de Gaza permanece extremamente volátil, com mais de 1.400 vidas perdidas e quase 200 pessoas mantidas como reféns pelo Hamas. Mia Shem, uma jovem de 21 anos sequestrada durante o festival Nova, apareceu em um vídeo divulgado pelo Hamas, implorando por sua libertação e a libertação de seus companheiros. A comunidade internacional observa com horror enquanto Israel retaliou, comprometendo-se a neutralizar a capacidade do Hamas de prejudicar seus civis. Preparam-se para ataques terrestres após intensos bombardeios aéreos na região.

Em meio a essa tragédia, há apelos desesperados ao Egito para abrir a passagem de Rafah, na fronteira com Gaza, permitindo a entrada de ajuda humanitária vital para as pessoas encurraladas na Faixa, que estão enfrentando uma grave escassez de água e energia devido aos cortes realizados por Israel.

Esses eventos atrozes servem como um lembrete sombrio dos horrores da guerra e das vidas inocentes perdidas em meio ao conflito. Que essas almas corajosas sejam lembradas não apenas pelo que aconteceu com elas, mas pelo que representam: vítimas de uma violência sem sentido, cujas histórias devem nos inspirar a buscar um mundo onde a paz prevaleça sobre a guerra.
AR News
Continue a leitura do texto após o anúncio:
Confira>> Últimas Notícias 🌎

Siga-nos


📙 GLOSSÁRIO:

🖥️ FONTES :
Com Agências :

NOTA:
O AR NEWS publica artigos de várias fontes externas que expressam uma ampla gama de pontos de vista. As posições tomadas nestes artigos não são necessariamente as do AR NEWS NOTÍCIAS.
🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️
Continue a leitura no site após o anúncio:

Postar um comentário

0 Comentários
* Por favor, não faça spam aqui. Todos os comentários são revisados ​​pelo administrador.