{ads}

Exército dos EUA vai transferir duas baterias Iron Dome a Israel

Leia outros artigos :

Um dos lançadores paletizados Iron Dome do Exército dos EUA carregado em um caminhão. Exército americano



Exército dos EUA dará suas únicas duas baterias de cúpula de ferro a Israel

O Pentágono está supostamente planejando enviar os seus dois únicos sistemas completos de defesa aérea Iron Dome para Israel – equipamentos que originalmente foram adquiridos pelo Exército dos EUA do país em questão – com o objetivo de reforçar a defesa aérea israelita durante o atual conflito com o Hamas. A possibilidade desta transferência foi reportada por vários meios de comunicação, citando fontes anônimas dos EUA e de Israel, bem como membros do Congresso norte-americano. Segundo informações divulgadas pela Reuters, funcionários do Departamento de Defesa informaram membros do Congresso sobre o plano de alugar os dois sistemas Iron Dome de volta para Israel. De acordo com uma fonte não identificada do Congresso, esta transferência pode ocorrer em questão de dias.

Atualmente, Israel possui pelo menos 10 baterias Iron Dome em operação. Este sistema de defesa aérea, declarado operacional pela primeira vez em 2011, tem sido utilizado principalmente para combater foguetes, morteiros, projéteis de artilharia, mísseis de cruzeiro e drones. Cada sistema Iron Dome completo é composto por múltiplas unidades de lançamento, cada uma capaz de conter até 20 interceptores Tamir por vez – produzidos pela empresa israelense Rafael – além de radares para localizar e rastrear alvos. Além disso, esses sistemas incluem uma unidade de gerenciamento e controle de batalha.

Embora não tenha sido divulgada a origem exata dos sistemas Iron Dome dos EUA, presume-se que sejam os dois adquiridos pelo Exército norte-americano. No início deste mês, membros do Senado dos EUA solicitaram ao secretário de Defesa, Lloyd Austin, o envio desses sistemas a Israel, observando que eles não estavam em uso nos Estados Unidos, onde estavam armazenados.

O Iron Dome tem sido um ponto crucial na política de defesa de Israel desde sua aquisição pelos EUA em 2019. O sistema enfrentou desafios em situações de ataques em massa, como visto durante os eventos de maio de 2021, quando militantes palestinos dispararam mais de 1.050 foguetes contra cidades israelenses em menos de dois dias. Embora eficaz, o sistema tem suas limitações quando confrontado com volumes significativos de foguetes.

No contexto da crise atual, a possível transferência adicional de baterias do Iron Dome dos EUA para Israel tornaria o país mais capaz de se defender contra ataques em larga escala de foguetes lançados de diferentes locais. Isso se torna ainda mais vital considerando a possibilidade de o grupo militante libanês Hezbollah se envolver no conflito. O Hezbollah possui um vasto arsenal de foguetes, mísseis e drones, o que poderia sobrecarregar as defesas israelenses existentes.

A decisão dos EUA de fornecer esses sistemas de defesa aérea adicionais a Israel permanece incerta. O presidente Biden não confirmou nem negou essa possibilidade durante seu recente discurso no Salão Oval, onde anunciou um amplo pacote de ajuda militar de US$ 100 bilhões ao Congresso, incluindo ajuda para Israel. Contudo, ele reiterou o compromisso de garantir que o Iron Dome continue a proteger os céus de Israel. Ficamos atentos para saber se e quando essa transferência se concretizará.
AR News
Continue a leitura do texto após o anúncio:
Confira>> Últimas Notícias 🌎

Siga-nos


📙 GLOSSÁRIO:

🖥️ FONTES :
Com Agências :

NOTA:
O AR NEWS publica artigos de várias fontes externas que expressam uma ampla gama de pontos de vista. As posições tomadas nestes artigos não são necessariamente as do AR NEWS NOTÍCIAS.
🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️
Continue a leitura no site após o anúncio:

Postar um comentário

0 Comentários
* Por favor, não faça spam aqui. Todos os comentários são revisados ​​pelo administrador.