Maceió-AL

O uso de paracetamol durante a gravidez pode afetar o comportamento das crianças, alertam pesquisadores

Veja também

paracetamol  e gestação
paracetamol  e gestação
Logo AR NEWS NOTÍCIAS 24 horas
AR NEWS NOTÍCIAS 24 horas






O acetaminofeno é amplamente tomado durante a gravidez, mas um novo estudo alerta as mulheres que pode estar ligado a problemas de sono e atenção em crianças. Eles foram descobertos em crianças aos 3 anos de idade.

É a última pesquisa que descobriu que os filhos de mulheres grávidas que tomaram o analgésico - também chamado de paracetamol, mas mais conhecido pela marca Tylenol - desenvolveram problemas "neurocomportamentais".


Suas descobertas foram publicadas na última quarta-feira na revista PLOS ONE.

O principal autor do estudo disse que os resultados representam uma preocupação de saúde pública e aconselhou cautela no uso de medicamentos que contêm paracetamol durante a gravidez.

🔵Para as últimas manchetes, siga nosso canal do Google Notícias on-line ou pelo aplicativo.  📰 aqui

“Acho que é uma boa mensagem ser cauteloso ao tomar paracetamol durante a gravidez”, disse Kristin Sznajder, professora assistente de ciências da saúde pública da Penn State College of Medicine, à UPI por e-mail.

Ela acrescentou: "A ciência está começando a mostrar que há riscos em tomar paracetamol durante a gravidez. No entanto, mais pesquisas seriam úteis para desvendar como a dose, a frequência e o momento... do uso de paracetamol afetam o desenvolvimento infantil".

Além disso, ela disse, ter um especialista em desenvolvimento infantil para avaliar os comportamentos das crianças pode ajudar a identificar crianças com atrasos no desenvolvimento com mais precisão.

Continue a leitura após o anúncio:
Confira  Últimas Notícias 🌎
Sznajder disse que o estudo fornece mais evidências de que o uso de paracetamol durante a gravidez está associado a problemas de atenção em crianças pequenas.

E, disse ela, a pesquisa também expandiu estudos anteriores para mostrar uma associação entre o uso pré-natal de acetaminofeno e problemas de sono em crianças de 3 anos de idade.

Algumas pesquisas anteriores ligaram o uso materno de paracetamol durante a gravidez ao transtorno de déficit de atenção e hiperatividade e autismo.

"Dois sintomas do autismo são problemas de atenção e sono. Portanto, acho que nossas descobertas podem contribuir para os estudos sobre o uso de paracetamol durante a gravidez e autismo e TDAH", disse ela.

Sznajder disse que o sono e a atenção “são comportamentos autorreguladores”, o que pode apontar para o comprometimento da amígdala – uma parte do cérebro envolvida na experiência de emoções – no útero pelo uso de paracetamol.

O estudo mediu qualquer uso de acetaminofeno até 35 semanas, não doses específicas ou frequência ou tempo dentro da gravidez.

Os pesquisadores usaram dados do First Baby Study na Pensilvânia, que incluiu 2.423 pares mãe-filho.

As mulheres relataram o uso de medicamentos e completaram um inventário de estresse pré-natal durante o terceiro trimestre, e os problemas comportamentais das crianças foram medidos aos 3 anos de idade usando uma lista de verificação padronizada de comportamento infantil.


De acordo com Sznajder, "queríamos testar a hipótese de que poderíamos ver problemas de desenvolvimento em crianças a partir dos 3 anos. Esta é a idade em que as crianças estão começando a pré-escola e quando algumas crianças começam a mostrar sinais de problemas de atenção".

Do total, 1.011 mulheres, ou 41,7%, relataram usar paracetamol durante a gravidez. E as crianças que foram expostas ao acetaminofeno - que demonstrou atravessar a barreira placentária - durante a gravidez tiveram pontuações significativamente mais altas em três das sete escalas de síndrome: ser retirada e ter problemas de sono e atenção.

Após ajuste para estresse pré-natal e outras variáveis, duas escalas de síndrome permaneceram significativamente maiores em crianças expostas ao paracetamol: problemas de sono e atenção.

Sznajder observou que os pesquisadores encontraram uma associação independente entre estresse e desenvolvimento infantil.

"O estresse é um fator importante que pode afetar o desenvolvimento infantil", disse ela. “Mas o que também esperamos comunicar é que, mesmo depois de levar o estresse em consideração, ainda encontramos uma associação independente entre paracetamol, atenção e problemas de sono”.

📙 GLOSSÁRIO:


🖥️ FONTES :
 
Com Agências

O AR NEWS publica artigos de várias fontes externas que expressam uma ampla gama de pontos de vista. As posições tomadas nestes artigos não são necessariamente as do AR NEWS NOTÍCIAS.
🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️

  Continue a leitura no site após o anúncio:

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
–>