Maceió-AL

Casos de SRAG são mais comuns em pessoas que não se vacinaram , informa boletim Fiocruz

Veja também

Logo AR NEWS NOTÍCIAS 24 horas
AR NEWS NOTÍCIAS 24 horas

AR NEWS NOTÍCIAS   Brasil, Maceió 28 de julho de 2022




  1. Casos de SRAG são mais comuns em pessoas que não se vacinaram
  2. Indivíduos com 80 anos ou mais são os mais acometidos pela síndrome
  3. Vacina diminui risco de internação
  4. Estimativa analisou incidência da SARG em todas as faixas etárias

🔵Para as últimas manchetes, siga nosso canal do Google Notícias on-line ou pelo aplicativo.  📰 aqui

A proteção conferida pelas doses de reforço das vacinas contra a Covid-19 foi capaz de reduzir ainda mais a incidência das SRAG (síndromes respiratórias agudas graves) causadas pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2) em todas as faixas etárias, segundo estimativa divulgada hoje (28), no Rio de Janeiro, pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz).


Continue a leitura após o anúncio:
🟢Confira  Últimas Notícias 🌎

O estudo indica que os casos graves de Covid-19 incidiram até três vezes mais na população não vacinada, se comparada com a que completou o esquema básico e ainda recebeu ao menos a primeira dose de reforço.

Confira o boletim de 28/07/2022 aqui

🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️



🖥️ FONTES : 

Com Agências
📙 GLOSSÁRIO:

Continue a leitura no site após o anúncio:

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
–>