Maceió-AL

Capacitação na América Latina para diagnóstico de Monkeypox - Opas, MS e Fiocruz

AR NEWS NOTÍCIAS 08 de junho de 2022
monkeypox
monkeypox


🔵 Acompanhe nosso blog site no Google News  para obter as últimas notícias 📰 aqui

Maíra Menezes (IOC/Fiocruz)


A Organização Pan-Americana da Saúde (Opas/OMS), o Ministério da Saúde e a Fiocruz promovem, nos dias 9 e 10 de junho, a primeira capacitação para diagnóstico laboratorial do vírus Monkeypox (MPVX) para profissionais de saúde de sete países da América Latina. A iniciativa será ministrada pelo Laboratório de Enterovírus do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) e ocorrerá na sede da Fiocruz, no Rio de Janeiro (Av. Brasil, 4.365 – Manguinhos). 
🟢Confira  Últimas Notícias 🌎

Com participação de técnicos de institutos nacionais de saúde da Bolívia, Equador, Colômbia, Peru, Paraguai, Uruguai e Venezuela, o treinamento vai discutir os procedimentos de detecção e diagnóstico do patógeno no contexto de preparação e resposta a uma possível emergência sanitária. Os profissionais participarão de treinamento prático para realização do diagnóstico molecular, baseado na identificação do material genético do vírus, por meio da metodologia de PCR em tempo real (protocolo padrão adotado pela OMS). Os participantes também receberão o material necessário para implementação da metodologia em seus países.

A atividade é promovida tendo em vista o registro de casos de MPVX em diversos países onde a doença não é endêmica, ou seja, onde não havia registro de circulação do vírus. Nesse contexto, a Opas/OMS recomenda que os países assegurem a identificação oportuna dos casos suspeitos, garantindo a coleta de amostras e a implementação de protocolos para detecção molecular em Laboratórios Nacionais de Referência. Todos os casos suspeitos, considerando a avaliação clínica e epidemiológica, devem ser testados. 

A abertura do treinamento será realizada na quinta-feira, 9 de junho, às 9h30, no auditório da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio. A cerimônia terá participação da presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima; do coordenador de Vigilância em Saúde e Laboratórios de Referência da Fiocruz, Rivaldo Venâncio da Cunha; da diretora do IOC, Tania Araujo-Jorge; do secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Correia; da representante da Opas/OMS no Brasil, Socorro Gross Galiano; e do assessor regional para doenças virais da Opas/OMS, Jairo Mendez.

Na sequência, os objetivos do treinamento, a situação atual da doença e as considerações de biossegurança serão abordados pelo assessor regional para doenças virais da Opas/OMS, Jairo Mendez. A revisão do protocolo e do material para o ensaio de detecção e o diagnóstico da infecção pelo vírus Monkeypox será conduzida pelo virologista Edson Elias da Silva, chefe do Laboratório de Enterovirus do IOC/Fiocruz, que também realizará atividades teóricas e práticas de capacitação. 

Na sexta-feira, 10 de junho, os profissionais realizarão atividades práticas de ensaio laboratorial e discutirão os resultados do treinamento. Esses sete países serão os primeiros da América Latina a serem capacitados no diagnóstico molecular de Monkeypox e, ao final do treinamento, serão capazes não apenas de realizar a detecção em seus países, como identificar as linhagem virais (África Central e Ocidental) – ações fundamentais para subsidiar a resposta local em saúde pública.
🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem