Maceió-AL

O Forró dos Massacrados : na porta da Prefeitura de Maceió, servidores marcaram mais um dia de luta por valorização

Veja também

AR NEWS NOTÍCIAS 02 de junho de 2022
Sem valorização,aguente o rojão JHC
Sem valorização,aguente o rojão JHC


O Movimento Unificado dos Servidores Públicos de Maceió realizou, na manhã desta quarta-feira (1), o São João dos Massacrados. Na porta da Prefeitura, mais de 10 sindicatos que não aceitaram a proposta vergonhosa de 4% parcelados do prefeito JHC, reafirmaram a disposição para resistir na luta. Com trio de sanfoneiro e roupas típicas, as categorias marcaram mais um dia de luta por valorização.

“Sabemos que só com a luta conseguiremos avançar. Se as promessas de campanha foram tão rapidamente esquecidas, estaremos aqui para lembrar, cobrar e garantir que nossos direitos sejam respeitados”, disse a presidenta do Sinteal, Consuelo Correia.

No final da manhã, o vice-prefeito Ronaldo Lessa foi até o local, dialogou com os manifestantes e prometeu que o prefeito receberá pessoalmente lideranças do Movimento Unificado e apresentará nova proposta, dentro de 24 horas.
Maceió é massa e os servidores são massacrados !
Maceió é massa e os servidores são massacrados !


🔵 Acompanhe nosso blog site no Google News  para obter as últimas notícias 📰 aqui
A mobilização feita nos locais de trabalho surtiu efeito, e o dia de paralisação foi marcado pela presença da categoria na rua. Com a temática junina, o tom descontraído não deixou de fora as críticas. “Está aberto o São João de Maceió. Estamos entregando aqui a chave dos massacrados, que somos nós servidores públicos. Para artistas de fora são milhões, enquanto para nós, restam os tostões. Não aceitaremos!”, completou Consuelo.

A rua em frente à sede da prefeitura ficou bloqueada a manhã inteira. Uma grande quadrilha improvisada brincou com o percentual de reajuste, movimentou o tradicional bairro de Jaraguá, em Maceió, e reforçou a pauta. “Hora do serrote, vamos serrar esses 4% do JHC, que não aceitamos”, disse a puxadora da quadrilha.

A educação cobra respeito ao percentual de 33,24% do piso nacional, que chegou a ser dito que não havia motivo para campanha, que cumpririam. “Desde janeiro que estamos esperando o cumprimento da data-base. Já estamos em junho e a proposta é quatro por cento, o tal do dois pra lá, dois pra cá. Pelo visto, Maceió só é massa na vida do Instagram do JHC”, disse.

                                                      Vídeo o Forró dos Massacrados por JHC


Também estiveram presentes a vereadora Teca Nelma (PSD) e o vereador Dr. Valmir (PT). Teca participou durante toda a manifestação, e buscou o diálogo com o gestor para tentar avançar. “O lugar dos parlamentares é aqui, ao lado de vocês, e eu reafirmo meu compromisso com a pauta dos servidores”, disse a vereadora.

Em bloco, muitos sindicatos de profissionais da saúde mantiveram o compromisso com o movimento unificado. Ainda lembrando a vitória de uma das grandes pautas da luta unificada este ano – contra a privatização do SUS, que só foi possível graças à união das categorias -, os servidores, de mãos dadas, reafirmaram que a luta vai continuar avançando pela valorização de todas as categorias.

🟢Confira  Últimas Notícias 🌎

Fonte: Ipsis Litteris SINTEAL 
🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
–>