Maceió-AL

Variante Omicron do COVID-19 é responsável por 66% das reinfecções, mostra estudo

Veja também

Mais de dois terços dos casos da variante Omicron do COVID-19 estão entre pessoas que foram reinfectadas com o vírus, disse um novo estudo na quarta-feira.

coronavírus
coronavírus


Pesquisadores do Imperial College London relataram que cerca de 3.582 pessoas – ou cerca de 66% dos participantes do estudo – que testaram positivo em janeiro já haviam sido infectadas com o vírus .


Outros 7,5% dos participantes infectados disseram acreditar que já tinham o vírus, mas não confirmaram isso com um teste.

O estudo analisou mais de 100.000 testes de PCR que foram coletados em toda a Inglaterra entre 5 e 20 de janeiro

🔵 Siga nosso blog site no Google News  para obter as últimas atualizações 📰 aqui


Um novo estudo do Imperial College de Londres diz que 66% dos diagnosticados com a variante Omicron  já tiveram COVID.


Os autores do estudo disseram em um artigo divulgado na quarta-feira que a variante Omicron atingiu a Inglaterra em “níveis sem precedentes” e quase substituiu a Delta como a variante mais proeminente do país. 

Autoridades de saúde disseram no mês passado que cerca de metade dos casos de Omicron no Reino Unido estavam entre os totalmente vacinados . 

Quase 85% da população elegível do país está totalmente vacinada e 64% receberam uma dose de reforço. 

Omicron é uma versão mutante do COVID-19 que foi identificada em mais de 170 países.


Autoridades da Organização Mundial da Saúde informaram na segunda-feira que, desde que a variante foi identificada há nove semanas, mais de 80 milhões de casos de vírus foram relatados à agência. 

O Reino Unido registrou 94.326 novos casos de COVID-19 na terça-feira, informou a CNBC. Os totais de infecção atingiram o pico no final de dezembro, quando 246.415 testes positivos foram registrados em um dia.
 


  🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
–>