Maceió-AL

Médicos das missões internacionais estão processando Cuba por violações de direitos humanos

Veja também

mais médicos

As missões Cubanas, como o mais médicos no Brasil, é a principal fonte de renda do governo 


“Durante décadas, o regime da Ilha disseminou o altruísmo, a solidariedade e o desinteresse pelas suas missões médicas por todo o mundo na sua propaganda, destacando o seu grande prestígio e qualidade”, recorda os Defensores dos Prisioneiros na convocatória do evento. "Mas o custo na construção desse mito irreal tem um alto preço que esses profissionais de saúde cubanos  são submetidos à escravidão, perseguição e outros atos desumanos ".

Nesta quarta-feira, 26 de janeiro, os Defensores dos Prisioneiros apresentarão através da plataforma Zoom a ampliação do processo criminal “1.111 médicos cubanos vs. O Governo de Cuba”, um procedimento formal enviado ao Escritório das Nações Unidas em Genebra e ao Tribunal Penal Internacional.

O evento, que terá início às 15h00, é organizado por Dita Charanzová, Vice-Presidente do Parlamento Europeu ; Jordi Cañas, Vice-Presidente da EUROLAT/DLAT, e Javier Nart, Vice-Presidente da Delegação DCAM do mesmo órgão.

Além disso, a apresentação contará com a participação de Juan Pappier, da Human Rights Watch, responsável pelo "Relatório HRW sobre as missões médicas cubanas"; Pablo de Zavala Saro, da Fundação Espanhola de Transição, com “A Anistia como um passo para a reconciliação”; Erik Jennische, dos Defensores dos Direitos Civis, com "A lei dos oito anos"; e Brian Schapira, do CADAL, com “O tratamento desigual dos Procedimentos Especiais do Conselho de Direitos Humanos. H H. da ONU ao problema das missões médicas cubanas”.

Cuba: violações de direitos humanos e crimes contra a humanidade.



Desde 2019, Defensores de Prisioneiros trabalham para denunciar essas violações com base nos 1.111 depoimentos de profissionais civis cubanos no exterior de profissões muito diversas (894 são depoimentos protegidos). Os resultados mostram múltiplas violações do direito internacional e somam um total de 44.589 casos de violações de direitos humanos e crimes contra a humanidade.


cuba
1111 médicos cubanos processam Cuba


A extensão da denúncia que será apresentada nesta quarta-feira inclui depoimentos de marinheiros cubanos que trabalharam na empresa MSC Malta Seafarers Company Limited.

As chamadas "missões internacionalistas" são o principal meio de financiamento do regime cubano. 

Só em 2018 entraram 8.500 milhões de dólares em comparação com os 2.900 milhões gerados pelo turismo nesse mesmo ano. No entanto, os profissionais de saúde recebem apenas 15% do que Cuba cobra por eles.
Fonte: cubanet

🔵 Siga nosso blog site no Google News  para obter as últimas atualizações 📰 aqui

  🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
–>