Maceió-AL

Entidades Médicas cobram rigorosa apuração da agressão ocorrida em jaraguá

Veja também


nota
Nota 



Nota de Repúdio

As entidades Médicas Signatárias desta nota, vem a público repudiar as agressões sofridas pelos médicos, na manhã do dia 02 de Janeiro de 2022, no bairro de Jaraguá. Solicitamos das autoridades policiais e judiciarias do estado de Alagoas, rigorosa apuração e punição dos agressores. 

Entidades Médicas de Alagoas 
CREMAL
SINMED
SOCIEDADE DE MEDICINA DE ALAGOAS


O caso 

 A versão que foi apresentada pela defesa do personal trainer Nelson Eduardo Barbosa Bustamante Moreira e do empresário Nelber Jatobá de Almeida Filho, é que “as supostas vítimas são os verdadeiros agressores”.

O Relato das vítimas 

Na madrugada de 02 de janeiro de 2022, as vítimas das agressões,  Josivaldo de Araújo Alves de 29 anos, Marcel Arthur Cavalcante de 23 anos, estudantes de Medicina e a médica Dra. Tamarly Caroline Cavalcante de 29 anos, disseram que os três saíram do show que estava ocorrendo no bairro de jaraguá  antes do seu término e tentaram chamar um uber , mas não conseguiu. Resolveu então ligar para o seu pai, e aguardar a sua chegada.

O início das agressões

Dra. Tamarly estava sentada esperando seus pais juntamente com sua  cunhada quando dois homens passaram e logo começaram a assobiar , chamando  de gostosa.

 Dra. Tamarly disse que seu irmão não gostou da atitude dos dois e falou: "rapaz, deixe as meninas em paz, vão embora".Foi então que eles retornaram para tomar satisfação com o irmão da médica e disseram:  É o quê? E já foram tirando a camisa. Nesse momento a médica  disse: "rapaz, não foi nada não, vão embora, mas não adiantou". Eles perguntaram para a cunhada da médica se havia alguém armado e ela respondeu que não tinha ninguém armado . Nesse momento os dois envolvidos já começaram a agredir o irmão da médica batendo forte”, de acordo com informações relatadas pela Dra Tamarly. 

🔵 Siga nosso blog site no Google News  para obter as últimas atualizações 📰 aqui

Os dois homens apontados como agressores pelos estudantes de medicina e a profissional médica são: Nelson Eduardo Barbosa Bustamante de 46 anos, personal trainer, e Nelber Jatobá de Almeida Filho, 42 anos, empresário. ambos residentes em Maceió.
 Ainda segundo a Dra. Tamarly, uma das vítimas, Nelson ainda tentou dar um mata-leão em seu irmão Marcel, com a técnica de estrangulamento usada em diversas artes marciais, .


FONTE: Instagram SINMED
  🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
–>