-->

{ads}

Diretor da Polícia Federal foi questionado pelo Senado se o jornalista português foi detido por expressar sua opinião

Leia outros artigos :

Diretor de Polícia Administrativa da PF, Rodrigo de Melo Teixeira


O diretor da Polícia Federal, Rodrigo de Melo Teixeira, foi questionado pelo Senado sobre a detenção do jornalista português Sérgio Tavares por expressar sua opinião. O caso foi debatido em uma audiência da Comissão de Segurança Pública.

Segundo informações da Polícia Federal, o jornalista português foi detido no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, em fevereiro de 2024. Ele veio ao Brasil para cobrir as manifestações que ocorreriam na Avenida Paulista. A detenção ocorreu porque Tavares não possuía visto de trabalho, o que é necessário para realizar coberturas jornalísticas no país . Além disso, a PF também informou que o jornalista foi indagado sobre comentários que fez nas redes sociais, alegando falsamente que o Brasil vive uma "ditadura do Judiciário" e fazendo outras afirmações nessa linha.

Durante a audiência no Senado, o diretor de Polícia Administrativa da PF, Rodrigo de Melo Teixeira, representou o diretor-geral da corporação, Andrei Rodrigues [2]. A finalidade da audiência foi esclarecer os motivos que levaram à retenção do jornalista português para averiguação no aeroporto
AR News
Continue a leitura do texto após o anúncio:
Confira>> Últimas Notícias 🌎

Siga-nos


📙 GLOSSÁRIO:

🖥️ FONTES :
Com Agências :

NOTA:
O AR NEWS publica artigos de várias fontes externas que expressam uma ampla gama de pontos de vista. As posições tomadas nestes artigos não são necessariamente as do AR NEWS NOTÍCIAS.
🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️
Continue a leitura no site após o anúncio:

Postar um comentário

0 Comentários
* Por favor, não faça spam aqui. Todos os comentários são revisados ​​pelo administrador.