{ads}

Novonor (odebrecht) avalia proposta de venda das ações da Braskem em busca de reestruturação financeira

Leia outros artigos :

Odebrecht muda de nome, e agora é Novonor


Há confirmação de uma oferta de aquisição da Braskem, uma produtora brasileira de petroquímicos e plásticos, pelos investidores de private equity Apollo e Abu Dhabi National Oil Company (ADNOC), pelas ações detidas pela Novonor (antiga Odebrecht), seu acionista controlador.

A Novonor recebeu uma oferta pelas ações na semana anterior, cuja origem e valor não foram divulgados inicialmente. No entanto, um relatório sobre valores mobiliários indicou que a oferta para aquisição da Braskem estava avaliada em 47,00 reais por ação, com 20,00 reais a serem pagos em dinheiro, 20,00 reais por meio de debêntures perpétuas a uma taxa anual de 4%, e 7,00 reais através de warrants.

A oferta representa um ágio de 140% em relação ao preço de fechamento das ações em 4 de maio, um dia antes dos rumores sobre o negócio surgirem na mídia brasileira. A Novonor está avaliando a oferta em consulta com a Petrobras, que detém uma participação de 36,1% na Braskem.

Rumores sobre a saída dos dois principais acionistas da Braskem têm circulado há vários anos. Em 2021, foi considerada a opção de uma venda pública coordenada de ações para alienar gradualmente as participações dos acionistas no mercado, mas essa opção apresentava complicações, especialmente devido ao pacto de acionistas entre a Novonor e a Petrobras. Uma alternativa considerada foi o desmembramento da Braskem.

A Novonor enfrenta dificuldades financeiras, com dívidas acumuladas. Como garantia dos empréstimos obtidos pelos principais acionistas da Braskem junto a bancos brasileiros, o conglomerado de construção ofereceu ações da empresa química como garantia. Portanto, não pode vender essas ações sem a aprovação dos credores.
AR News
Continue a leitura do texto após o anúncio:
Confira>> Últimas Notícias 🌎
A Braskem é uma das maiores empresas petroquímicas do Brasil e da América Latina. Ela é especializada na produção de resinas termoplásticas e outros produtos químicos derivados de petróleo. A empresa possui uma ampla gama de produtos, incluindo polietileno, polipropileno, PVC, PET, entre outros.

A Novonor, anteriormente conhecida como Odebrecht, é uma empresa brasileira de engenharia e construção civil. Ela foi a acionista controladora da Braskem por muitos anos, detendo uma participação significativa na empresa. No entanto, devido a problemas financeiros e escândalos de corrupção envolvendo a Odebrecht, a empresa passou por uma reestruturação e mudou seu nome para Novonor.

A Apollo Global Management e a Abu Dhabi National Oil Company (ADNOC) são investidores de private equity interessados em adquirir as ações da Novonor na Braskem. O private equity é uma forma de investimento em empresas que não são negociadas publicamente na bolsa de valores. Os investidores de private equity compram participações em empresas com o objetivo de melhorar seu desempenho e, eventualmente, vender suas participações com lucro.

A oferta de aquisição da Braskem pela Apollo e ADNOC foi avaliada em 47,00 reais por ação, representando um ágio significativo em relação ao preço de fechamento das ações antes dos rumores sobre o negócio surgirem na mídia. A oferta inclui pagamento em dinheiro, debêntures perpétuas e warrants.

A Novonor e a Petrobras, que também é acionista da Braskem, estão avaliando a oferta e devem tomar uma decisão com base nos termos e condições propostos. A Novonor enfrenta desafios financeiros devido às dívidas acumuladas, e a venda de suas ações na Braskem pode ser uma oportunidade para reduzir sua carga financeira.

Essa oferta de aquisição marca um possível movimento de mudança na estrutura acionária da Braskem e pode ter impactos significativos no setor petroquímico brasileiro. No entanto, é importante ressaltar que as informações fornecidas são baseadas em um comunicado de imprensa e relatórios financeiros, e é sempre recomendável acompanhar as notícias atualizadas para obter informações mais precisas sobre o desdobramento dessa situação.
Siga-nos

Setor de Private Equity:

O private equity é uma forma de investimento em empresas que não são negociadas publicamente na bolsa de valores. Os investidores de private equity, como a Apollo Global Management e a Abu Dhabi National Oil Company (ADNOC), compram participações em empresas com o objetivo de melhorar seu desempenho e, eventualmente, obter retornos financeiros lucrativos.

Os investidores de private equity geralmente adotam uma abordagem ativa na gestão das empresas em que investem. Eles fornecem capital e expertise gerencial para ajudar a impulsionar o crescimento e melhorar a eficiência operacional das empresas. Isso pode envolver a implementação de estratégias de negócios, a reestruturação da empresa, a busca por aquisições ou parcerias estratégicas, entre outras medidas.

A duração típica de um investimento em private equity varia de três a sete anos, durante os quais os investidores trabalham para maximizar o valor da empresa antes de sair do investimento. Isso pode ocorrer por meio de uma venda para outra empresa, uma oferta pública inicial (IPO) ou outras formas de liquidez.

Braskem:

A Braskem é uma das maiores empresas petroquímicas do Brasil e da América Latina. Ela foi fundada em 2002 como uma joint venture entre a Odebrecht e a Petrobras. A empresa possui operações em diversos países e atua em toda a cadeia de valor petroquímica, desde a extração de matérias-primas até a produção e comercialização de resinas termoplásticas e outros produtos químicos.

A Braskem é especializada na produção de polietileno, polipropileno, PVC, PET e outros produtos químicos utilizados em uma ampla variedade de setores, incluindo embalagens, automotivo, construção, agricultura, entre outros. A empresa é conhecida por sua presença global e capacidade de inovação tecnológica.

No entanto, nos últimos anos, a Braskem enfrentou desafios, incluindo questões financeiras e ambientais. A empresa esteve envolvida em processos legais relacionados a vazamentos tóxicos em suas fábricas e também enfrentou dificuldades financeiras decorrentes de altos níveis de endividamento.

A participação da Novonor (anteriormente conhecida como Odebrecht) como acionista controladora da Braskem tem sido objeto de discussões e especulações sobre seu possível desinvestimento. Essa oferta de aquisição pela Apollo e ADNOC pode representar uma oportunidade para a Novonor e a Petrobras reavaliarem sua participação na Braskem e buscar uma saída estratégica.

📙 GLOSSÁRIO:

🖥️ FONTES :
Com Agências :

NOTA:
O AR NEWS publica artigos de várias fontes externas que expressam uma ampla gama de pontos de vista. As posições tomadas nestes artigos não são necessariamente as do AR NEWS NOTÍCIAS.
🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️
Continue a leitura no site após o anúncio:

Postar um comentário

0 Comentários
* Por favor, não faça spam aqui. Todos os comentários são revisados ​​pelo administrador.