{ads}

Atos de terrorismo da esquerda na sessão de privatização da SABESP

Leia outros artigos :

ALESP


Durante a votação da privatização da SABESP na Assembleia Legislativa de São Paulo, ocorreu um confronto entre a esquerda e a Polícia Militar. A confusão foi marcada por protestos com o uso de spray de gás pimenta e bombas de efeito moral contra os manifestantes .

A votação ocorreu com a presença de 62 votos a favor e apenas um voto contrário à privatização. A oposição ao governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) não estava presente na sessão. A privatização da Sabesp é uma das principais bandeiras do governador e pode ser utilizada para buscar projeção nacional nas eleições de 2026.

Durante a votação, cerca de 40 minutos após o início, manifestantes protestaram contra a privatização e tentaram derrubar uma proteção de vidro que separava a galeria do plenário. Houve confronto com a polícia, que reprimiu os protestos com o uso de spray de gás pimenta e bombas de efeito moral. A sessão teve que ser interrompida e pelo menos cinco pessoas foram detidas. Deputados saíram do plenário com dificuldade para respirar .

A oposição, formada por partidos como PT, Psol, PCdoB, Rede e PSB, decidiu não voltar ao plenário após o confronto, alegando que não era possível retornar em meio à situação de violência. Alguns parlamentares citaram questões de saúde, como gravidez avançada e idade avançada, que os impediam de participar da votação .

O presidente da Assembleia, André do Prado (PL), decidiu retomar a sessão cerca de 40 minutos depois do confronto e o projeto foi votado. Parlamentares da oposição criticaram a decisão de retomar a votação no mesmo dia, alegando que era um erro e um cerceamento da liberdade parlamentar .

É importante ressaltar que a privatização da Sabesp foi aprovada por larga margem, com 62 votos a favor e apenas um voto contrário. A confusão e o confronto ocorreram durante a votação, mas não alteraram o resultado final
AR News
Continue a leitura do texto após o anúncio:
Confira>> Últimas Notícias 🌎

Siga-nos


📙 GLOSSÁRIO:

🖥️ FONTES :
Com Agências :

NOTA:
O AR NEWS publica artigos de várias fontes externas que expressam uma ampla gama de pontos de vista. As posições tomadas nestes artigos não são necessariamente as do AR NEWS NOTÍCIAS.
🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️
Continue a leitura no site após o anúncio:

Postar um comentário

0 Comentários
* Por favor, não faça spam aqui. Todos os comentários são revisados ​​pelo administrador.