{ads}

Filipinas : Estado de calamidade em Mindoro Oriental diante da propagação da PSA (Peste Suína Africana)

Leia outros artigos :

Tráfego típico de triciclos em Puerto Galera em Mindoro, Filipinas


Um estado de calamidade assolou recentemente cinco cidades em Mindoro Oriental devido à propagação implacável da peste suína africana (PSA). O Sangguniang Panlalawigan, em acatamento ao pedido do governador Humerlito Dolor, viu-se compelido a decretar tal estado em Bulalacao, Bungabong, Naujan, Bansud e Pinamalayan. No transcorrer do último mês de outubro, Mansalay e Roxas já haviam sido envoltas nesse manto de calamidade.

Dolor, zeloso pelo bem-estar de sua jurisdição, assegurou à população que medidas proativas foram tomadas, incluindo a aquisição de kits de teste adicionais para conter a disseminação da doença suína. Ele afirmou categoricamente que a situação está sob controle, mesmo diante da expansão da PSA. O governador, antecipando-se aos desafios, orientou as entidades governamentais locais a reforçarem suas equipes visando uma contenção eficaz.

Curiosamente, apesar da inquietante disseminação da PSA em áreas outrora intocadas em Mindoro Oriental, Dolor destacou que a cidade de Naujan, outrora catalogada como zona "vermelha" devido a casos confirmados, agora ostenta a classificação de "rosa", indicando uma ausência de PSA. Notável é o fato de que a província permaneceu indemne da PSA nos últimos quatro anos, um feito digno de nota.

Num cenário paralelo, em Pola, em Mindoro Oriental, um criador de porcos relatou o inusitado falecimento de alguns de seus suínos, motivos ainda envoltos em mistério. Temerosos do desconhecido, os proprietários optaram por enterrar os animais antes mesmo da coleta de amostras de sangue que esclareceriam a causa mortis. O Kagawad Ronnel Maamo, responsável por um posto de controle da PSA em Barangay Malibago, corroborou essa narrativa peculiar.

Maamo, em colaboração com as autoridades agrícolas municipais, colheu amostras de sangue de suínos num raio de 500 metros do chiqueiro em questão, visando determinar a origem do óbito. Contudo, os resultados dos testes permanecem pendentes, mantendo o véu de incerteza sobre a situação. Pontos de controle de monitorização da PSA foram implantados em todos os limites de cada cidade, uma medida preventiva crucial.

Na cidade de Socorro, a vigilância é meticulosa, com caminhões carregados de porcos destinados a Aklan passando por verificações minuciosas e sendo submetidos a processos de desinfecção química para conter qualquer possível disseminação da PSA. Enquanto isso, um proprietário de chiqueiro em Barangay Malibago, ao rejeitar a entrada de funcionários do governo municipal em sua fazenda, ressalta as precauções adotadas para evitar a infecção.

Seis cidades em Mindoro Oriental já se encontram na temida "zona vermelha" devido à PSA contagiosa. O Departamento de Agricultura identificou Naujan, Pinamalayan, Bongabong, Roxas, Mansalay e Bulalacao como áreas críticas. Outras sete municipalidades e uma cidade estão sob a ameaça iminente da PSA, incluindo Calapan City, Baco, Victoria, Socorro, Pola, Gloria e Bansud. Curiosamente, Puerto Galera se destaca como o único reduto livre da PSA em Mindoro Oriental, conforme as informações do DA.

Contrapondo as adversidades, o governo provincial de Oriental Mindoro, de maneira surpreendente, abriu três de seus portos ao transporte de suínos e carne de porco. O governador Dolor, ao obter a aprovação da Autoridade Portuária das Filipinas (PPA), delineou uma estratégia para os portos de Pola, Bansud e Mansalay, destinando-os ao transporte de suínos provenientes de áreas não afetadas pela PSA.

Em um gesto solidário, a província de Aklan solicitou porcos de áreas ainda não tocadas pela PSA, um pedido prontamente atendido por Oriental Mindoro. Contudo, a logística torna-se um entrave, especialmente para criadores e comerciantes de suínos em áreas classificadas como "zona vermelha". Apelos estão sendo feitos ao governo local para facilitar o transporte de suínos não infectados.

A saga da PSA nas Filipinas, segundo a atualização da FAO na Ásia e Pacífico, remonta ao surto inicial em julho de 2019. O Departamento de Agricultura confirmou a presença da PSA em 158 barangays, distribuídos em 93 municípios de 31 províncias, evidenciando a persistência do desafio. O panorama nacional, com surtos confirmados em diversas regiões, destaca a necessidade premente de estratégias abrangentes para conter a propagação dessa enfermidade suína.

A situação delicada na região de Mimaropa é um alerta para a sociedade e as autoridades, exigindo ações coordenadas para preservar a saúde animal e, consequentemente, a segurança alimentar. À medida que os desdobramentos se desenrolam, a incerteza paira sobre a eficácia das medidas tomadas até agora, enquanto a batalha contra a PSA continua a desafiar as capacidades das autoridades locais e nacionais.
AR News
Continue a leitura do texto após o anúncio:
Confira>> Últimas Notícias 🌎

Siga-nos


📙 GLOSSÁRIO:

🖥️ FONTES :
Com Agências :

NOTA:
O AR NEWS publica artigos de várias fontes externas que expressam uma ampla gama de pontos de vista. As posições tomadas nestes artigos não são necessariamente as do AR NEWS NOTÍCIAS.
🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️
Continue a leitura no site após o anúncio:

Postar um comentário

0 Comentários
* Por favor, não faça spam aqui. Todos os comentários são revisados ​​pelo administrador.