{ads}

Idosos representaram 90% das mortes por COVID nos EUA em 2023

Leia outros artigos :

Idosos e covid


Dois estudos recentemente publicados no Morbidity and Mortality Weekly Report lançaram luz sobre a situação da COVID-19 entre os adultos mais velhos nos Estados Unidos. O primeiro estudo revelou que os adultos com 65 anos ou mais representaram uma parcela alarmante de 63% de todas as hospitalizações relacionadas à COVID-19 e quase 90% das mortes em 2023. Entre janeiro e agosto de 2023, as taxas de hospitalização por COVID-19 nesse grupo aumentaram significativamente, subindo de 6,8 por 100.000 durante a semana encerrada em 15 de julho para 16,4 por 100.000 durante a semana encerrada em 26 de agosto. Alarmantemente, apenas 24% desses adultos mais velhos receberam a vacina bivalente contra a COVID-19, apesar das recomendações.

O segundo estudo, conduzido pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (clique >>CDC), analisou dados de 1.797 instituições de cuidados de longo prazo (LTCs) de outubro de 2022 a maio de 2023. Descobriu-se que a situação vacinal atualizada entre os residentes de lares de idosos variou consideravelmente por região e raça. Notavelmente, as taxas de vacinação eram consideravelmente menores no Sul e Sudeste dos EUA em comparação com outras regiões, com apenas 37,7% e 36,5% de residentes atualizados, respectivamente. Residentes negros e multirraciais também apresentaram taxas de vacinação notavelmente inferiores em comparação com outros grupos étnicos.

Essas disparidades alarmantes nas taxas de vacinação e o aumento das hospitalizações entre os idosos enfatizam a necessidade urgente de estratégias específicas para combater esses desafios. É crucial implementar medidas direcionadas que levem em consideração as diferenças geográficas e raciais, garantindo que todos os adultos mais velhos estejam atualizados com as vacinas recomendadas pelo CDC. Além disso, as orientações mais recentes destacam a importância de considerar doses adicionais da vacina bivalente para pessoas com idade ≥65 anos ou com sistemas imunológicos comprometidos.

Estes estudos sublinham a necessidade premente de uma compreensão aprofundada dos fatores que contribuem para essas disparidades demográficas e geográficas. Esta compreensão é fundamental para orientar as práticas de saúde pública e alocar recursos de maneira eficaz, garantindo que todos, independentemente de sua origem ou localidade, tenham acesso equitativo à proteção contra a COVID-19.
AR News
Continue a leitura do texto após o anúncio:
Confira>> Últimas Notícias 🌎

Siga-nos


📙 GLOSSÁRIO:

🖥️ FONTES :
Com Agências :

NOTA:
O AR NEWS publica artigos de várias fontes externas que expressam uma ampla gama de pontos de vista. As posições tomadas nestes artigos não são necessariamente as do AR NEWS NOTÍCIAS.
🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️
Continue a leitura no site após o anúncio:

Postar um comentário

0 Comentários
* Por favor, não faça spam aqui. Todos os comentários são revisados ​​pelo administrador.