{ads}

American College of Physicians (ACP) atualiza orientações para tratamento de COVID-19 Omicron

Leia outros artigos :

covid tratamento

ACP emite orientações atualizadas de tratamento da COVID-19 específicas da Omicron


O Colégio Americano de Médicos (ACP) Atualiza Orientações para Tratamento de COVID-19: Destaques das Novas Diretrizes 


O American College of Physicians (ACP), uma referência em pesquisa médica e diretrizes clínicas, acaba de divulgar informações atualizadas essenciais sobre o tratamento da COVID-19 em pacientes ambulatoriais, especialmente na era da variante Omicron. Esta divulgação ocorre após uma análise profunda e rigorosa conduzida por pesquisadores da Danube University Krems, que avaliaram nada menos que 22 opções terapêuticas para a COVID-19. O período abrangido pela pesquisa foi de 26 de novembro de 2021 a 2 de março de 2023, com uma busca minuciosa nos bancos de dados de pesquisa COVID-19 da Organização Mundial da Saúde, na plataforma Epistemonikos COVID-19 L·OVE e no portfólio iSearch COVID-19.

Resultados Notáveis e Esperançosos


Os resultados desta pesquisa de ponta foram publicados recentemente no renomado periódico Annals of Internal Medicine, trazendo uma luz de esperança no tratamento da COVID-19 em ambiente ambulatorial. Dois medicamentos antivirais, Paxlovid e molnupiravir, emergem como protagonistas nesse cenário, apresentando evidências sólidas de melhora nos desfechos clínicos.

Paxlovid: Redução nas Hospitalizações e Mortalidade


A combinação antiviral nirmatrelvir-ritonavir, comercialmente conhecida como Paxlovid, mostrou-se altamente promissora. Os pesquisadores identificaram que pacientes tratados com Paxlovid apresentaram taxas significativamente mais baixas de hospitalização devido à COVID-19 em comparação com aqueles que não receberam o medicamento (0,7% vs. 1,2%). Além disso, a mortalidade por todas as causas também foi notavelmente reduzida nos pacientes que receberam Paxlovid (<0,1% vs. 0,2%). Tais descobertas proporcionam uma base sólida para considerar esse medicamento como uma opção terapêutica valiosa para pacientes ambulatoriais com COVID-19 leve a moderada.

Molnupiravir: Recuperação Mais Rápida


Outro medicamento que merece destaque é o antiviral molnupiravir, que demonstrou uma taxa de recuperação mais elevada em comparação com o grupo controle (31,8% vs. 22,6%). Além disso, os pacientes tratados com molnupiravir experimentaram uma recuperação mais rápida, com uma mediana de 9 dias, em contraste com os 15 dias do grupo de controle. Embora o molnupiravir não tenha impactado todas as causas de mortalidade ou eventos adversos graves, seu efeito na aceleração da recuperação é um avanço significativo no tratamento ambulatorial da COVID-19.

Ivermectina e Sotrovimabe: Resultados Contrastantes


Por outro lado, o medicamento antiparasitário ivermectina não demonstrou reduzir o tempo de recuperação quando comparado ao grupo que recebeu placebo. Além disso, não houve diferença significativa em eventos adversos entre os grupos. Portanto, as evidências indicam que a ivermectina não oferece benefícios substanciais no tratamento da COVID-19 em ambiente ambulatorial.

O sotrovimabe, um anticorpo monoclonal, também foi avaliado, mas não mostrou diferença em todas as causas de morte em comparação com nenhum tratamento. É importante ressaltar que não foram identificados estudos elegíveis para outros tratamentos de interesse durante esta pesquisa abrangente.

A Importância da Personalização no Tratamento Ambulatorial

Diante dessas descobertas, é essencial destacar que a decisão de iniciar o tratamento para a COVID-19 em ambiente ambulatorial deve ser altamente personalizada. Os profissionais de saúde devem basear sua escolha no julgamento clínico, adotando uma abordagem de tomada de decisão informada em conjunto com os pacientes. Aspectos cruciais a serem considerados incluem o perfil de risco do paciente, comorbidades, gravidade da doença e as preferências do paciente. Além disso, é fundamental considerar os determinantes sociais da saúde que podem influenciar o acesso e a adesão ao tratamento.

Paxlovid: Indicações e Atualizações Futuras

Para um melhor entendimento, é importante salientar que o medicamento Paxlovid é indicado para pacientes ambulatoriais que apresentam sintomas de COVID-19 há não mais de 5 dias e que apresentam alto risco de desenvolver doença grave. O ACP enfatiza a importância de acompanhar as orientações em constante evolução, uma vez que novas evidências e pesquisas continuam a surgir. A busca por terapias eficazes e seguras contra a COVID-19 permanece um objetivo essencial da comunidade médica global.

Conclusão: Avanços Promissores no Tratamento Ambulatorial da COVID-19


Em resumo, as diretrizes atualizadas pelo American College of Physicians oferecem uma visão esclarecedora sobre o tratamento da COVID-19 em ambiente ambulatorial. Paxlovid e molnupiravir se destacam como opções terapêuticas que mostram resultados promissores na redução de hospitalizações, mortalidade e aceleração da recuperação. No entanto, a personalização do tratamento continua sendo a chave para tomar decisões informadas e eficazes.

O ACP está comprometido em manter-se atualizado à medida que novas evidências surgem, refletindo a dedicação contínua da comunidade médica em enfrentar os desafios impostos pela pandemia da COVID-19. Com orientações embasadas em pesquisas sólidas, os profissionais de saúde agora têm informações valiosas para guiar suas práticas e proporcionar o melhor cuidado possível aos pacientes ambulatoriais infectados com a variante Omicron da COVID-19.
AR News
Continue a leitura do texto após o anúncio:
Confira>> Últimas Notícias 🌎

Siga-nos


📙 GLOSSÁRIO:

🖥️ FONTES :
Com Agências :

NOTA:
O AR NEWS publica artigos de várias fontes externas que expressam uma ampla gama de pontos de vista. As posições tomadas nestes artigos não são necessariamente as do AR NEWS NOTÍCIAS.
🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️
Continue a leitura no site após o anúncio:

Postar um comentário

0 Comentários
* Por favor, não faça spam aqui. Todos os comentários são revisados ​​pelo administrador.