{ads}

Detentos em greve de fome transferidos para celas de castigo em prisão cubana

Leia outros artigos :

Aumento de presos políticos em cuba levanta preocupações sobre direitos humanos

Três detentos cubanos que estavam em greve de fome foram transferidos para celas de punição na prisão de Ariza, em Cienfuegos. Isso ocorreu depois que os detentos, incluindo o prisioneiro político Luis Mario Niedas Hernández, iniciaram a greve de fome no início de agosto em protesto contra as novas acusações feitas após exigirem melhores condições para os internos do campo de trabalhos forçados de Baldosa.
Presos em Cuba

Condições precárias de detenção e greve de fome em prisão cubana

O prisioneiro político Rolando Fernández Rojas e os detentos comuns Denisbel Labrada Morales e Antonio Andrés González León estavam insatisfeitos com as más condições da prisão onde estavam detidos, bem como com a falta de pagamento pelo trabalho realizado. Eles reivindicaram colchões adequados para os detentos, já que muitos estavam dormindo no chão, além de uma alimentação melhor.

Segundo o ativista Juan Alberto de la Nuez Ramírez, do Movimento Cidadão de Reflexão e Reconciliação, os detentos que trabalhavam no porto e em atividades agrícolas não estavam recebendo seus salários de maneira adequada, enfrentando atrasos consideráveis.

Após a greve de fome e as demandas por melhores condições, os detentos foram transferidos para celas de punição na prisão de segurança máxima de Ariza. As autoridades penitenciárias alegam que os detentos devem enfrentar as novas acusações, mas os detentos se recusam a prestar declarações, considerando isso como uma admissão de culpa.
                         Observatorio Cubano de Derechos Humanos -Vídeo


Tanto o ativista Juan Alberto de la Nuez Ramírez quanto o Centro de Denúncias da Fundação para a Democracia Pan-Americana fizeram apelos urgentes em nome dos detentos. Além disso, o prisioneiro político Luis Mario Niedas Hernández também enfrenta dificuldades em sua prisão, incluindo roubo frequente de seus pertences e tratamento desrespeitoso por parte das autoridades penitenciárias.

No contexto mais amplo, com um aumento no número de presos políticos em Cuba, várias organizações estão alertando para a situação preocupante dos direitos humanos no país. Com base nos dados da ONG Prisoners Defenders, Cuba mantém um grande número de presos políticos em seu sistema carcerário, muitos dos quais enfrentam perseguições, ameaças e más condições de detenção.



AR News


Continue a leitura do texto após o anúncio:
Confira>> Últimas Notícias 🌎


Siga-nos





📙 GLOSSÁRIO:


🖥️ FONTES :
Com Agências :

Observatorio Cubano de Derechos Humanos


NOTA:

O AR NEWS publica artigos de várias fontes externas que expressam uma ampla gama de pontos de vista. As posições tomadas nestes artigos não são necessariamente as do AR NEWS NOTÍCIAS.

🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️




Continue a leitura no site após o anúncio:

Postar um comentário

0 Comentários
* Por favor, não faça spam aqui. Todos os comentários são revisados ​​pelo administrador.