Maceió-AL

Uganda: Família nega ter exumado corpo de vítima do ebola

Veja também

Logo AR NEWS NOTÍCIAS 24 horas
AR NEWS NOTÍCIAS 24 horas

AR NEWS:  Brasil, Maceió , 20/11de 2022




A família de uma vítima da doença do vírus Ebola (EVD), cujo corpo teria sido exumado por desconhecidos, pediu ao Ministério da Saúde e aos órgãos de segurança que investiguem o incidente.

  
O incidente ocorreu na aldeia de Kitongo, no distrito de Kassanda, no subcondado de Kalwana, há cerca de um mês, segundo autoridades distritais de saúde.  

Ao se encontrar com a força-tarefa do Ebola do distrito de Kassanda, a ministra da Saúde Jane Ruth Aceng e outras autoridades na sede do distrito de Kassanda na quarta-feira, um representante da família, Mubarak Muwade Kawuki, negou as alegações de que eles exumaram o corpo para realizar rituais funerários muçulmanos.  

Acrescentou que agora estão a ser estigmatizados, “causando muito sofrimento à nossa família”.   
“Nossa própria investigação revela que ninguém adulterou o túmulo”, disse ele.  

O Sr. Kawuki insistiu que os rituais e a preparação do túmulo fossem realizados antes do enterro de seu ente querido.  

Ele acrescentou que o enterro foi feito pela equipe de enterro do governo.    
 
“Não havia uma única razão para os membros da família exumarem o corpo de uma pessoa que se supõe ter morrido de Ebola em nome de um enterro religioso”, disse ele.   
Ele acrescentou: “Também é interessante que, quando pedimos à polícia para investigar o incidente, eles não nos deram um relatório”.  

A família pediu ao governo que institua uma investigação especial para examinar o túmulo e possivelmente exumar o corpo para descobrir se foi adulterado.  
Mas em uma entrevista anterior a este jornal, a comissária do distrito residente de Kassanda, Phoebe Namulindwa, revelou que as autoridades de saúde recuperaram algumas evidências, mas não deram mais detalhes sobre o assunto.  

Ela acrescentou que algumas pessoas também confessaram ter exumado o corpo.  

“Só peço à comunidade que pare de estigmatizar a família porque estamos todos focados na luta contra a doença do vírus Ebola no distrito de Kassanda”, disse ela.  
Enquanto isso, o Dr. Aceng pediu à família que se juntasse à luta contra o Ebola e esquecesse o passado.  
“Vou ligar para a equipe e interagir com eles para saber o que realmente aconteceu. Enfrentamos alguns desafios no distrito de Kassanda enquanto lutamos contra a pandemia de Ebola. Devemos trabalhar em equipe para impedir a propagação do ebola”, disse ela.  
Foi revelado na reunião que os casos cumulativos confirmados de Ebola são agora 50, enquanto os casos cumulativos de morte são agora 18 no distrito de Kassanda.

🔵Para as últimas manchetes, siga nosso canal do Google Notícias on-line ou pelo aplicativo.  📰 aqui



Continue a leitura após o anúncio:
Confira  Últimas Notícias 🌎




📙 GLOSSÁRIO:


🖥️ FONTES :
 
Com Agências

O AR NEWS publica artigos de várias fontes externas que expressam uma ampla gama de pontos de vista. As posições tomadas nestes artigos não são necessariamente as do AR NEWS NOTÍCIAS.
🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️

  Continue a leitura no site após o anúncio:




Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
–>