Maceió-AL

EUA vão rastrear viajantes de Uganda por causa do Ebola

Veja também

Ebola
Ebola
Logo AR NEWS NOTÍCIAS 24 horas
AR NEWS NOTÍCIAS 24 horas

AR NEWS:  Brasil, Maceió , 09 de outubro de 2022




O que você precisa saber:
  • O ebola é altamente contagioso e surtos anteriores rapidamente saíram do controle. O maior atravessou a África Ocidental em 2014 e foi responsável por mais casos do que todos os anteriores combinados. Ao final, a Organização Mundial da Saúde (OMS) registrou 28.616 casos e 11.310 mortes.
  • A OMS declarou duas vezes uma emergência de saúde pública de interesse internacional – o maior alerta da organização – para o Ebola: em 2014 e novamente em 2019, quando o vírus surgiu na República Democrática do Congo.
  • As vacinas e tratamentos aprovados para o Ebola têm como alvo as espécies do Zaire, a principal fonte de surtos anteriores. Mas eles são ineficazes contra as espécies do Sudão que agora circulam em Uganda.

🔵Para as últimas manchetes, siga nosso canal do Google Notícias on-line ou pelo aplicativo.  📰 aqui

A administração Biden anunciou ontem que os viajantes de Uganda seriam redirecionados para aeroportos onde podem ser rastreados para a doença do vírus Ebola e alertou os médicos para ficarem alertas para possíveis casos nos Estados Unidos.
Ainda não foram relatados casos de Ebola fora de Uganda, mas o vírus, que se espalha apenas pelo contato com fluidos corporais e não é transmitido pelo ar, é altamente contagioso. 



Continue a leitura após o anúncio:
Confira  Últimas Notícias 🌎

As autoridades americanas estão acompanhando de perto o surto de Uganda porque não há medicamentos ou tratamentos aprovados para o tipo de vírus Ebola que causa o surto lá.

O diretor dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) ordenou as triagens no aeroporto, e o Departamento de Estado emitiu um alerta dizendo que as medidas se aplicariam a todos os passageiros, incluindo cidadãos dos EUA.


Quando contatado, o embaixador Adonia Ayebare, representante permanente de Uganda nas Nações Unidas, reconheceu as medidas.

“As autoridades dos EUA nos avisaram com antecedência antes que as medidas de controle do Ebola fossem anunciadas. Essas medidas fazem sentido para a saúde pública, especialmente a facilidade de rastreamento de contatos. Os EUA e Uganda têm uma excelente corroboração de trabalho quando se trata de emergências de saúde pública como o Ebola”, disse ele.


Casos de Uganda


Até ontem, havia 44 casos confirmados e 10 mortes em Uganda, com algumas dezenas de casos possíveis e 20 mortes ainda sob investigação, tornando este o maior surto naquele país em 20 anos.

Pelo menos seis infecções e quatro mortes ocorreram entre os profissionais de saúde. Os passageiros que chegarem em Uganda nos últimos 21 dias serão encaminhados para um dos cinco aeroportos dos EUA: Aeroporto Kennedy em Nova York, Aeroporto Internacional Newark Liberty (Nova Jersey) Aeroporto Internacional O'Hare (Chicago), Aeroporto Internacional Hartsfield-Jackson Atlanta Aeroporto; e Aeroporto Internacional de Dulles (Washington, DC).

📙 GLOSSÁRIO:


🖥️ FONTES :
 
Com Agências

O AR NEWS publica artigos de várias fontes externas que expressam uma ampla gama de pontos de vista. As posições tomadas nestes artigos não são necessariamente as do AR NEWS NOTÍCIAS.
🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️

  Continue a leitura no site após o anúncio:

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
–>