Maceió-AL

Cientista financiado por Fauci projeta novo COVID-19, mais mortal que Omicron, no laboratório de Boston

Veja também

COVID-19
COVID-19
Logo AR NEWS NOTÍCIAS 24 horas
AR NEWS NOTÍCIAS 24 horas

AR NEWS:  Brasil, Maceió , 20/10 de 2022




Cientistas da Universidade de Boston criaram uma nova versão do COVID-19 que parece ser muito mais mortal do que a cepa dominante Omicron.

A equipe de cientistas, de Boston e Flórida, extraiu a proteína spike da variante Omicron do COVID-19 e a anexou à cepa original do vírus que surgiu em Wuhan, na China. Os camundongos de laboratório foram então infectados com a nova mistura e 80% dos camundongos morreram.

Camundongos de laboratório semelhantes que foram infectados com a cepa Omicron do COVID-19 sobreviveram com apenas sintomas leves, disseram os pesquisadores.

A proteína spike é a parte do coronavírus que se prende às células humanas e causa infecção. Mutações na proteína spike são muitas vezes o que leva a versões mais novas e mais infecciosas do COVID-19, como a cepa Omicron.

Outros membros da comunidade científica foram rápidos em criticar os pesquisadores por se envolverem em estudos perigosos. “Isso deveria ser totalmente proibido, é brincar com fogo”, disse o professor Shmuel Shapira, ex-chefe do Instituto de Pesquisa Biológica de Israel, ao Daily Mail .

🔵Para as últimas manchetes, siga nosso canal do Google Notícias on-line ou pelo aplicativo.  📰 aqui

Dr. Richard Ebright, um microbiologista da Universidade Rutgers, disse que a pesquisa constitui claramente um trabalho de “ganho de função” (GoF). “A pesquisa é um exemplo claro de pesquisa de ganho de função preocupante e pesquisa aprimorada de patógeno pandêmico potencial (ePPP)”, disse ele ao Daily Mail. “É especialmente preocupante que esta nova pesquisa ePPP do governo dos EUA… pareça não ter sido submetida à revisão anterior de risco-benefício exigida pelas políticas do governo dos EUA.”

A Universidade de Boston emitiu um comunicado negando que o trabalho atenda à definição de GoF. “Esta pesquisa reflete e reforça as descobertas de outras pesquisas semelhantes realizadas por outras organizações”, disse um porta-voz.

A pesquisa GoF , no contexto de patógenos perigosos, envolve a modificação genética de vírus para torná-los mais transmissíveis, mais mortais ou ambos. Os proponentes dizem que esta é uma pesquisa importante para aprender mais sobre como os patógenos funcionam e desenvolver tratamentos e vacinas, mas os oponentes, como Ebright, chamam isso de perigoso.

Continue a leitura após o anúncio:
Confira  Últimas Notícias 🌎



📙 GLOSSÁRIO:


🖥️ FONTES :
 
Com Agências

O AR NEWS publica artigos de várias fontes externas que expressam uma ampla gama de pontos de vista. As posições tomadas nestes artigos não são necessariamente as do AR NEWS NOTÍCIAS.
🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️

  Continue a leitura no site após o anúncio:




Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
–>