Maceió-AL

COVID-19 aumenta risco de AVC em pacientes mais jovens e resulta em resultados piores, mostra estudo

Veja também

Logo AR NEWS NOTÍCIAS 24 horas
AR NEWS NOTÍCIAS 24 horas

AR NEWS NOTÍCIAS   Brasil, Maceió 30 de julho de 2022




🔵Para as últimas manchetes, siga nosso canal do Google Notícias on-line ou pelo aplicativo.  📰 aqui

Os pacientes com COVID-19 que têm um acidente vascular cerebral têm duas vezes mais chances de morrer do que os pacientes não infectados com acidente vascular cerebral e geralmente são mais jovens e saudáveis, segundo pesquisa apresentada ontem na 19ª Reunião Anual da Sociedade de Cirurgia Neurointerventiva (SNIS) em Toronto.

Uma equipe liderada por pesquisadores da Thomas Jefferson University, na Filadélfia, analisou dados de 575 pacientes tratados por oclusões agudas de grandes vasos (LVOs) em quase 50 centros de acidente vascular cerebral de trombectomia na Europa e na América do Norte. Um procedimento minimamente invasivo, a trombectomia reabre as artérias bloqueadas no cérebro com um cateter.

Dos 575 pacientes, 194 (34%) testaram positivo para COVID-19; os 381 pacientes controle não infectados tiveram LVOs e receberam trombectomia de janeiro de 2018 a dezembro de 2020.



Continue a leitura após o anúncio:
🟢Confira  Últimas Notícias 🌎

A doença COVID-19 foi moderada no momento do acidente vascular cerebral em 75,5% dos casos, enquanto foi grave em 15,8% e crítica em 8,7%. O intervalo médio entre o diagnóstico de COVID-19 e o início do AVC foi de 9 dias; O AVC foi o sintoma de apresentação de COVID-19 em 34% dos pacientes.

A trombectomia em pacientes com COVID-19, que eram mais jovens e com menor risco de desfechos desfavoráveis, teve menos probabilidade de restaurar com sucesso o fluxo sanguíneo para artérias ou veias bloqueadas do que nos controles. Além disso, o procedimento levou mais tempo em pacientes com COVID-19, que também enfrentaram mais dias no hospital e tiveram duas vezes mais chances de morrer.

“Ainda há muito que precisamos aprender sobre o COVID-19, especialmente seu impacto em pacientes mais jovens”, disse o principal autor do estudo, Pascal Jabbour, MD, da Thomas Jefferson University, em um comunicado de imprensa do SNIS. “O impacto do AVC em indivíduos com COVID-19 é alarmante e devemos continuar pesquisando e remediando”


🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️



🖥️ FONTES : 
Com Agências
📙 GLOSSÁRIO:

Continue a leitura no site após o anúncio:

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
–>