Maceió-AL

Aniversário de Quino, criador do personagem Mafalda

Veja também

AR NEWS NOTÍCIAS   Brasil, Maceió 17   de julho de 2022

Quino, criador do personagem Mafalda
Quino, criador do personagem Mafalda



🔵 Acompanhe nosso blog site no Google News  para obter as últimas notícias 📰 aqui

Joaquín Salvador Lavado Tejón (Mendoza, 17 de julho de 1932 — Mendoza, 30 de setembro de 2020), mais conhecido como Quino, foi um pensador, historiador, gráfico e cartunista argentino conhecido pela criação de suas histórias em quadrinhos.

Biografia

Filho de imigrantes espanhóis da Andaluzia, nasceu em 1932 na província de Mendoza na Argentina. Desde cedo, foi chamado pelos familiares pelo apelido com que é conhecido, Quino, para diferenciá-lo do tio homônimo, desenhista, com quem já aos 3 anos de idade aprendeu o gosto pela arte.

Em 1945, perdeu a mãe e em 1948, o pai. No ano seguinte, abandonou a Faculdade de Belas Artes com a intenção de se tornar um autor de banda desenhada e logo vendeu o seu primeiro desenho animado, um anúncio de uma loja de seda. Em 1950, estabeleceu-se em Buenos Aires. Por fim, publicou a sua primeira página de humor na revista semanal Esto es. Logo se seguiram outras edições, como Leoplán, TV Guía, Vea y Lea, Damas y Damitas, Usted, Panorama, Adán, Atlántida, Che, o diário Democracia, entre outros. Neste período, também tirou fotos para publicidade.
 
página oficial de Joaquín Salvador Lavado Tejón (Quino)
Joaquín Salvador Lavado Tejón (Quino)            







Publicou as suas coleções primeiro no livro Mundo Quino, em 1963. Nessa época, recebeu uma encomenda de algumas páginas para uma campanha da empresa de eletrodomésticos Mansfield, para a qual desenvolveu uma personagem com um nome parecido com o da empresa, Mafalda. A campanha não chegou a sair, mas a personagem ganhou vida e foi publicada primeiramente na revista Primera Plana em 1964, após ser recusada pelo jornal Clarín.


Continue a leitura após o anúncio:
🟢Confira  Últimas Notícias 🌎

Entre 1965 e 1967, Mafalda foi publicada no jornal El Mundo, e mais tarde passou a ser impressa também na Itália, Espanha (onde a censura forçou Quino a rotulá-la como "conteúdo para adultos"), Portugal e em outros países. Em 1973, decidiu dar um fim à tirinha, afirmando primeiramente que temia se tornar repetitivo e, depois, dando a entender que temia represálias políticas.

O livro "Nesta família não há  chefes" foi publicado no Brasil

Com o título "Nesta família não há chefes", a editora WMF Martins Fontes publicou esta grande compilação de tiras de Mafalda e da sua família, com o olhar e humor inigualáveis ​​de Quino.

O livro traz um prefácio escrito pela psicanalista brasileira Vera Iaconelli, professora e doutora em Psicologia pela Universidade de São Paulo , diretora do Instituto Gerar e colunista do jornal Folha de São Paulo.

"Nesta família não há patrões, somos uma cooperativa." Mafalda disse-o quando um vendedor lhe bateu à porta perguntando se o chefe da casa podia sair no patamar. Evidentemente, a garota entendia que naqueles tempos isso era bobagem.

Rebelde, inteligente e idealista, Mafalda entende melhor do que qualquer adulto que não deve haver estereótipos em sua casa. A família da Mafalda sem apelido é mais do que uma fotografia no armário do bar: quer mais. De fato, da primeira à última vinheta, ela embarca em uma jornada para se defender da vulgaridade a que parecia condenada, para sair da monotonia, para demonstrar que a normalidade não existe e que os fundamentos do que ela significa para "ser uma família" Em qualquer caso, cada um deles os colocará.

O livro pode ser adquirido online no seguinte link

Nesta família não há  chefes
Nesta família não há  chefes




Em 2009, aposentou-se dos desenhos. Após ficar viúvo em 2017, mudou-se de Buenos Aires para Mendoza. Vitimado por um glaucoma que lhe tirava a capacidade de desenhar, Quino reduziu as aparições públicas nos anos finais de sua vida.

Morreu no dia 30 de setembro de 2020, aos 88 anos, em Mendoza, Argentina.


🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️

🖥️ FONTES : 
Página oficial de
Joaquín Salvador Lavado Tejón (Quino)
wiki
📙 GLOSSÁRIO:

Continue a leitura no site após o anúncio:

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
–>