Maceió-AL

Ucrânia recusa proposta das Nações Unidas que permitiria a exportação de cerca de 22 milhões de toneladas de grãos

AR NEWS NOTÍCIAS 09 de junho de 2022
Ucrânia recusa acordo de grãos da ONU que Rússia discutiu com Turquia
O chefe do sindicato dos comerciantes de grãos da Ucrânia rejeitou as negociações em andamento na quarta-feira. REUTERS/Thomas Peter/Foto de arquivo
O chefe do sindicato dos comerciantes de grãos da Ucrânia rejeitou as negociações em andamento na quarta-feira. REUTERS/Thomas Peter/Foto de arquivo


Autoridades turcas e russas se reuniram em Ancara na quarta-feira para discutir uma proposta das Nações Unidas que permitiria a exportação de cerca de 22 milhões de toneladas de grãos ucranianos através dos portos bloqueados do Mar Negro do país.

O ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, e seu colega russo, Sergey Lavrov, expressaram apoio à criação de um corredor marítimo seguro para a exportação de grãos ucranianos durante uma crescente escassez mundial de alimentos.

A Rússia pediu a desminagem dos portos ucranianos para facilitar a exportação, e a Turquia - um membro da OTAN com relações historicamente amigáveis ​​com a Rússia - pediu uma flexibilização das sanções ocidentais postas em prática após a decisão do Kremlin de invadir seu vizinho.

Anteriormente um dos maiores exportadores mundiais de trigo, milho e óleo de girassol, a Ucrânia agora tem milhões de toneladas de alimentos essenciais definhando em silos ucranianos devido à invasão da Rússia e subsequente bloqueio do Mar Negro.
🔵 Acompanhe nosso blog site no Google News  para obter as últimas notícias 📰 aqui

A Ucrânia não participou das negociações de quarta-feira, e as autoridades ucranianas recusaram a sugestão de que desminem seus portos no meio de uma guerra.

A Rússia disse que promete não usar nenhum corredor de transporte seguro para fins militares, com Lavrov se oferecendo para assinar uma declaração formal garantindo a segurança do grande porto histórico de Odessa, que permanece sob controle ucraniano.

Lavrov afirmou que a Rússia não “abusaria” de sua superioridade naval e disse que o Kremlin “tomaria todas as medidas necessárias para garantir que os navios pudessem deixar [Odessa] livremente”.
🟢Confira  Últimas Notícias 🌎

O ministro das Relações Exteriores da Rússia também insistiu que os navios que acessam os portos sejam inspecionados para garantir que não haja remessas de armas ocidentais.

O chefe do sindicato dos comerciantes de grãos da Ucrânia rejeitou as negociações em andamento na quarta-feira, dizendo que a Turquia não era poderosa o suficiente para garantir a segurança de ninguém.

"A Turquia não tem energia suficiente no Mar Negro para garantir a segurança das cargas e dos portos ucranianos", disse o chefe do sindicato de grãos ucraniano, Serhiy Ivashchenko.
🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem