Maceió-AL

Quase 600 pessoas estão detidas em câmaras de tortura em Kherson, diz Ucrânia

AR NEWS NOTÍCIAS 
Ucrânia
Ucrânia 

A Ucrânia acusou o exército russo de sequestrar moradores da região de Kherson, no sul do país, e mantê-los em “câmaras de tortura”.

Tamila Tacheva, representante permanente da presidência ucraniana na Crimeia, disse em um briefing:

Segundo nossas informações, cerca de 600 pessoas estão detidas em porões especialmente equipados, em câmaras de tortura, na região de Kherson.

Cerca de 300 pessoas estão "no porão" na cidade de Kherson e o restante está em outros assentamentos da região, disse Tacheva, segundo a agência de notícias estatal ucraniana Ukrinform.

Ela adicionou:

Estão detidos em condições desumanas e são vítimas de tortura.


Os detidos são “principalmente jornalistas e ativistas” que organizaram “comícios pró-ucranianos em Kherson e sua região” depois que as tropas russas ocuparam o território, bem como prisioneiros de guerra, disse Tacheva.

Alguns ucranianos detidos na região de Kherson – civis, mas também combatentes detidos – foram enviados para prisões na Crimeia, acrescentou.

Repr Presidente da Ucrânia na Crimeia: na região de Kherson cerca de 600 pessoas sequestradas pelos invasores da Rússia. Eles estão enfrentando tratamento desumano e tortura. Alguns (ambos civis e prisioneiros de guerra) são levados para a Crimeia. Pessoas sequestradas da região de Zaporizhzhia também estão sendo levadas para a Crimeia pic.twitter.com/TFP2iI5FYW

— Missão Ucraniana para OSCE e ONU em Viena (@UKRinOSCE) 7 de junho de 2022
Não foi possível verificar de forma independente essas alegações.
🔵 Acompanhe nosso blog site no Google News  para obter as últimas notícias 📰 aqui


🟢Confira  Últimas Notícias 🌎


🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem