Boletim de Vigilância do ECDC - OMS para Hepatite de Origem Desconhecida em crianças
Maceió-AL

Siga-nos

Boletim de Vigilância do ECDC - OMS para Hepatite de Origem Desconhecida em crianças

AR NEWS NOTÍCIAS 14 de maio de 2022
Centro Europeu de Prevenção e Controle das Doenças
Centro Europeu de Prevenção e Controle das Doenças 


Este relatório fornece uma visão geral dos casos de hepatite de origem desconhecida em crianças com 16 anos ou menos notificados ao ECDC e ao Escritório Regional da OMS para a Europa através do Sistema Europeu de Vigilância (TESSy) hospedado no ECDC.  


Até 13 de maio de 2022, foram notificados 232 casos de hepatite aguda de etiologia desconhecida em crianças com 16 anos ou menos, dos quais 229 foram classificados como prováveis ​​e três como epidemiologicamente ligados, por 14 países (Bélgica (12), Chipre (dois ), Dinamarca (seis), Grécia (dois), Irlanda (seis), Itália (24), Países Baixos (seis), Noruega (cinco), Polónia (um), Sérvia (um), Eslovénia (um), Espanha ( 26), Suécia (nove) e Reino Unido (131)).  

Dos 229 casos prováveis, 122 se recuperaram, enquanto 18 permanecem sob cuidados médicos.  
A epicurva mostra os casos pela data de início dos primeiros sintomas da doença. Um aumento no número de casos ocorreu a partir da semana 9. Como a hepatite grave pode levar algum tempo para se desenvolver após o início dos primeiros sintomas e como as investigações levam tempo, pode haver um atraso na notificação dos casos. A recente diminuição de casos é, portanto, difícil de interpretar.  

A maioria (75,9%) dos casos tem <5 anos de idade.  


🔵 Acompanhe nosso blog site no Google News  para obter as últimas notícias 📰 aqui

Dos 143 casos com informação, 22 (15,4%) foram internados em unidade de terapia intensiva. Dos 98 casos para os quais esta informação estava disponível, seis (6,1%) receberam transplante de fígado. Houve uma morte associada a esta doença.  

No geral, 151 casos foram testados para adenovírus por qualquer tipo de amostra, dos quais 90 (59,6%) deram positivo. A taxa de positividade foi maior em amostras de sangue total (68,9%).  

Dos 173 casos testados por PCR para SARS-CoV-2, 20 (11,6%) deram positivo. Os resultados da sorologia para SARS-CoV-2 estavam disponíveis apenas para 19 casos, dos quais 14 (73,7%) tiveram um achado positivo. Dos 56 casos com dados de vacinação para COVID-19, 47 (83,9%) não foram vacinados.
🟢Confira  Últimas Notícias 🌎


🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem