Maceió-AL

Guiné: Surto de febre de Lassa foi declarado após confirmação em jovem de 17 anos

Veja também

O Ministro da Saúde e Higiene Pública da Guiné, Dr. Mamadou Pethe Diallo, declarou um surto de febre de Lassa no país após a confirmação de um caso em Guéckédou.

Lassa vírus
Lassa vírus


🔵 Acompanhe nosso blog site no Google News  para obter as últimas notícias 📰 aqui

O paciente é um adolescente de 17 anos da subprefeitura de Kassadou localizada a 65 km da sede da prefeitura. O paciente está sendo tratado no Centro de Atendimento (CT-Epi) em Guéckédou e sua condição ainda é satisfatória.

O laboratório Guéckédou identificou a presença de Febre Hemorrágica de Lassa em 20 de abril de 2022. Um segundo teste realizado no Laboratório de referência de Conacri confirmou o primeiro resultado.

Foi iniciada uma investigação nas aldeias em causa, para o recenseamento dos contatos e seu acompanhamento. Até o momento, nenhum outro caso foi informado.

De acordo com o Regulamento Sanitário Internacional (RSI), o Ministério da Saúde e Higiene Pública declara a epidemia de febre de Lassa na província de Guéckédou, região de Nzérekoré.

A febre de Lassa é uma febre hemorrágica viral aguda espalhada pelo contato com roedores infectados ou sua urina ou fezes. A febre de Lassa também pode ser transmitida de pessoa para pessoa através do contato com fluidos corporais de uma pessoa infectada.
🟢Confira  Últimas Notícias 🌎

Os sintomas da febre de Lassa (febre, calafrios, dor de cabeça e fadiga) se desenvolvem 1-3 semanas após a infecção. Cerca de 20% das pessoas infectadas com febre de Lassa desenvolvem doença grave que pode levar a hemorragia (sangramento), dificuldade respiratória, vômito, inchaço facial, dor no peito, costas e abdômen e, às vezes, morte.
🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
–>