Shanghai Covid: China anuncia maior bloqueio em toda a cidade
Maceió-AL

Siga-nos

Shanghai Covid: China anuncia maior bloqueio em toda a cidade

A China anunciou seu maior bloqueio em toda a cidade desde o início do surto de Covid, há mais de dois anos.
Xangai está sendo bloqueada em duas etapas enquanto as autoridades realizam testes Covid-19 (foto de arquivo). Foto: Xinhua/AFP
Xangai está sendo bloqueada em duas etapas enquanto as autoridades realizam testes Covid-19 (foto de arquivo). Foto: Xinhua/AFP


🔵 Acompanhe nosso blog site no Google News  para obter as últimas notícias 📰 aqui

      A cidade de Xangai será bloqueada em duas etapas ao longo de nove dias, enquanto as autoridades realizam testes de Covid-19 .
O importante centro financeiro enfrenta uma nova onda de infecções há quase um mês, embora os números de casos não sejam altos para alguns padrões internacionais.

Até agora, as autoridades resistiram ao bloqueio da cidade de cerca de 25 milhões de pessoas para evitar desestabilizar a economia.

Mas depois que Xangai registrou seu maior número diário de casos no sábado desde os primeiros dias da pandemia, as autoridades parecem ter mudado de rumo.

O bloqueio acontecerá em duas etapas, com o lado leste da cidade sob restrições de segunda-feira até 1º de abril e o lado oeste de 1º a 5 de abril.

O transporte público será suspenso e empresas e fábricas devem interromper as operações ou trabalhar remotamente, disseram as autoridades.

O governo da cidade publicou as instruções em sua conta WeChat, pedindo ao público "que apoie, compreenda e coopere com o trabalho de prevenção e controle de epidemias da cidade".

Outros bloqueios durante a pandemia afetaram províncias chinesas inteiras, embora as pessoas ainda possam viajar nessas regiões. Mas Xangai, devido à sua alta densidade populacional, é a maior cidade isolada até hoje.

É a capital comercial da China e, segundo alguns cálculos, a maior cidade do país - mas agora é uma das áreas mais atingidas, pois a China luta para conter o ressurgimento do vírus com a Omicron, levando a um aumento de novos casos.

Até agora, as autoridades disseram que o porto e o centro financeiro do leste chinês devem continuar funcionando para o bem da economia. A abordagem escalonada para esse bloqueio significa que metade da cidade permanecerá funcionando de cada vez.

Milhões de residentes em outras cidades chinesas foram submetidos a bloqueios em toda a cidade, muitas vezes após um número relativamente pequeno de casos de Covid.

Desafio para zero-Covid
O recente aumento de casos na China, embora pequeno em comparação com alguns países, é um desafio significativo para a estratégia "zero-Covid" da China, que usa bloqueios rápidos e restrições agressivas para conter qualquer surto.

A política diferencia a China da maioria dos outros países que estão tentando viver com o vírus.

Mas a maior transmissibilidade e a natureza mais branda da variante Omicron levaram a questões sobre se a estratégia atual é sustentável a longo prazo.

Alguns moradores de Xangai reclamaram dos ciclos aparentemente intermináveis ​​de testes, sugerindo que o custo do Covid-zero se tornou muito alto.

A comissão nacional de saúde da China relatou mais de 4.500 novos casos transmitidos internamente no domingo.


  🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem