Maceió-AL

Rússia relata primeiro uso de mísseis hipersônicos na guerra da Ucrânia

Veja também

Mísseis Kinzhal usados ​​para destruir depósito de armas subterrâneo na região de Ivano-Frankovsk, diz Ministério da Defesa da Rússia
Rússia relata primeiro uso de mísseis hipersônicos na guerra da Ucrânia
Rússia relata primeiro uso de mísseis hipersônicos na guerra da Ucrânia

🔵 Acompanhe nosso blog site no Google News  para obter as últimas notícias 📰 aqui

      A Rússia usou seus mísseis hipersônicos Kinzhal pela primeira vez na Ucrânia para destruir um depósito subterrâneo de armas, disse seu Ministério da Defesa neste sábado.
“Em 18 de março, o sistema de mísseis de aviação Kinzhal com mísseis balísticos hipersônicos destruiu uma grande instalação subterrânea de armazenamento de mísseis e munição de aviação das tropas ucranianas em Delyatin, região de Ivano-Frankovsk”, disse Igor Konashenkov, porta-voz do ministério.

Ele disse que mais 69 elementos das forças armadas ucranianas foram atingidos em operações durante a noite, enquanto 12 veículos aéreos não tripulados (UAVs) ucranianos foram abatidos por sistemas de defesa aérea russos.

Até agora, as forças russas destruíram 196 UAVs ucranianos, 1.438 tanques e outros veículos de combate blindados, 145 sistemas de foguetes de lançamento múltiplo, 556 artilharia de campo e morteiros e 1.237 veículos militares especiais, acrescentou o porta-voz.

Konashenkov disse que a “operação militar especial” da Rússia continua com força total na Ucrânia.

Perdas russas aumentam, diz Ucrânia

Os militares ucranianos também relataram mais ataques às forças russas, dizendo que já mataram pelo menos 14.400 soldados russos em operações de combate.

Pelo menos 95 aeronaves russas, 115 helicópteros, 466 tanques, 914 veículos, 60 transportadores de combustível, 17 UAVs e três lanchas leves foram destruídos até agora, de acordo com um comunicado do Estado-Maior ucraniano.

Reivindicações sobre vítimas e danos de ambos os lados, no entanto, não foram verificadas de forma independente.

Segundo estimativas da ONU, pelo menos 816 civis foram mortos e 1.333 feridos na Ucrânia desde o início da guerra em 24 de fevereiro.

A ONU, no entanto, disse que os números provavelmente serão muito maiores.

Mais de 3,27 milhões de pessoas fugiram da Ucrânia, enquanto cerca de 6,48 milhões estão deslocados internamente, segundo a agência de refugiados da ONU.


  🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
–>