Coreia do Norte trabalha com cibercriminosos russos, dizem EUA
Maceió-AL

Siga-nos

Coreia do Norte trabalha com cibercriminosos russos, dizem EUA

Apenas um dia depois que o presidente Joe Biden alertou sobre os ataques cibernéticos russos, o conselheiro de segurança nacional dos EUA, Jake Sullivan, falou sobre as capacidades cibernéticas da Coreia do Norte. Na terça-feira, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia disse que Moscou e Pyongyang discutiram o desenvolvimento de laços bilaterais "no contexto das mudanças que estão ocorrendo na arena internacional".
A Coreia do Norte até agora realizou 10 testes de armas em 2022
A Coreia do Norte até agora realizou 10 testes de armas em 2022


Em uma coletiva de imprensa, Sullivan disse que o regime de Kim Jong Un possui capacidades cibernéticas significativas e trabalha com todos os tipos de cibercriminosos, incluindo os da Rússia.

“Tudo o que posso dizer em geral é que as capacidades cibernéticas da Coreia do Norte se manifestaram no mundo e trabalham com todos os tipos de criminosos cibernéticos em todo o mundo, incluindo criminosos cibernéticos russos”, disse Sullivan.

No entanto, o homem de 45 anos não forneceu outros detalhes, dizendo: "Não tenho mais nada para você sobre isso hoje".

Segundo relatos, a Coreia do Norte tem um exército de mais de 7.000 hackers treinados, muitos deles baseados na China e na Rússia.

Na segunda-feira, Biden disse às empresas americanas que fiquem atentas a ataques cibernéticos da Rússia. O presidente dos EUA disse que o governo emitiu “novos alertas de que, com base na evolução da inteligência, a Rússia pode estar planejando um ataque cibernético contra nós… A magnitude da capacidade cibernética da Rússia é bastante conseqüente e está chegando”.

“E o que eu quero mencionar muito, muito rapidamente com todos vocês é que uma das ferramentas que ele provavelmente usará, na minha opinião, são ataques cibernéticos”, disse Biden, acrescentando que os russos têm um “ capacidade cibernética muito sofisticada."

Os comentários de Sullivan ocorreram quando o Ministério da Defesa da Coreia do Sul elevou o nível nacional de alerta de segurança cibernética para o terceiro mais alto de cinco níveis na segunda-feira. Seul citou ameaças relacionadas aos lançamentos de mísseis balísticos da Coreia do Norte e a guerra na Ucrânia se tornando uma preocupação crescente que levou à mudança.

“A medida ocorre em um momento em que os conflitos entre a Rússia e a Ucrânia continuam no ciberespaço e as preocupações de que a ameaça repetida da Coreia do Norte de projéteis de mísseis balísticos possa escalar para o ciberespaço”, explicou o Ministério da Defesa Nacional em um comunicado à imprensa, segundo a NK News.

A Coreia do Norte, juntamente com Rússia, Bielorrússia, Eritreia e Síria, votaram contra uma resolução da ONU no início de março que condenava a invasão da Ucrânia pela Rússia.

🔵 Acompanhe nosso blog site no Google News  para obter as últimas notícias 📰 aqui

 


  🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem