Maceió-AL

Aumento nos casos de COVID no Reino Unido alimentados pela Omicron BA.2

Veja também

A subvariante Omicron BA.2 está alimentando um ressurgimento de casos e mortes de COVID na Grã-Bretanha. De acordo com o Escritório de Estatísticas Nacionais (ONS), estima-se que uma em cada 20 pessoas foi infectada com a doença na semana passada. As infecções por COVID estão aumentando em todos os setores da população, incluindo os mais vulneráveis ​​com 75 anos ou mais.
Omicron BA.2
Omicron BA.2


O BA.2 só foi descoberto na Índia e na África do Sul no final de dezembro de 2021. Em meados de janeiro, a Agência de Segurança da Saúde do Reino Unido o designou como uma “variante sob investigação” depois que 1.072 casos foram identificados na Inglaterra. A cepa altamente transmissível tornou-se dominante no Reino Unido em um mês, representando 52% de todas as infecções por Covid na Grã-Bretanha na semana até 20 de fevereiro. Apenas duas semanas antes, o BA.2 representava apenas 19% de todos os casos. Em 11 de março, a variante já representava mais de 80% dos casos na Inglaterra.


🔵 Acompanhe nosso blog site no Google News  para obter as últimas notícias 📰 aqui

      Na quinta-feira passada, o Reino Unido ultrapassou um marco sombrio de 20 milhões de pessoas infectadas. Isso é pouco menos de 30 por cento de toda a população. De acordo com o ONS, um total de 187.261 óbitos ocorreram onde o COVID-19 é mencionado no atestado de óbito.
Esses números infernais foram praticamente excluídos da mídia nacional, com apenas o jornal Sun se preocupando em relatar o 20 milhões de casos.

A mídia está de acordo com a política declarada do primeiro-ministro Boris Johnson de “Viver com o COVID-19”. O fato é que, como os cientistas previram, para muitos isso significa “Morrer com o COVID-19”.

Desde que “Viver com COVID-19” foi publicado em 22 de fevereiro, segundo dados oficiais, mais 4,33 milhões de pessoas foram infectadas e 2.663 pessoas morreram. O governo só registra mortes por COVID se uma pessoa morrer dentro de 28 dias após o teste positivo.

Nos sete dias até 18 de março, 552.198 pessoas foram infectadas nacionalmente, um aumento de 152.378 e um aumento de quase 40% em relação à semana anterior. As mortes estão começando a aumentar novamente, com as 752 registradas na mesma semana, um aumento de 3% em relação à semana anterior.


  🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
–>