Alagoas compra primeiro aparelho de ressonância magnética da Rede Pública
Maceió-AL

Siga-nos

Alagoas compra primeiro aparelho de ressonância magnética da Rede Pública

O Governo de Alagoas comprou o primeiro aparelho de ressonância magnética para o Estado, no valor de R$ 5.823.333,33, que pretende zerar a demanda reprimida por exames nos hospitais públicos de Alagoas. No total, a atual gestão já investiu R$ 126 milhões na aquisição de novos equipamentos para modernizar a Rede de Saúde Pública do Estado.
Estado investiu R$ 5.823.333,33 na aquisição de moderno aparelho para zerar a demanda reprimida pelo exame de ressonância magnética
Estado investiu R$ 5.823.333,33 na aquisição de moderno aparelho para zerar a demanda reprimida pelo exame de ressonância magnética

Cristina Maria Limeira de Carvalho
23/03/2022
16:42
Repórter: Suely Melo
Foto: Cortesia Arkmeds

Com isso, os pacientes que necessitarem do exame de ressonância magnética, não precisarão mais de transferência para hospitais contratualizados pelo Estado. O exame de ressonância magnética assegura imagens de alta precisão e qualidade, pelo detalhamento das imagens geradas do corpo humano, agilizando o diagnóstico de graves problemas de saúde e, consequentemente, a recuperação dos pacientes.


O secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, destacou que mesmo durante o enfrentamento da pandemia de Covid-19, o Governo de Alagoas seguiu investindo em saúde pública de qualidade. “Existe uma demanda reprimida desse exame aqui em Alagoas. Esse é o primeiro aparelho próprio de ressonância magnética que o Estado tem, o SUS em Alagoas nunca teve isso. Antes era preciso encaminhar os pacientes que precisam desse tipo de exame para outros hospitais, mas, agora, com essa aquisição, pretendemos zerar a demanda reprimida de exames aqui em Alagoas”, disse Ayres.


Mais Equipamentos – Entre os anos de 2019 e 2022 o Estado investiu em equipamentos de última geração para assegurar ainda mais qualidade nos resultados dos exames, agilizando a realização dos exames por imagem. Além do equipamento de ressonância magnética, foram comprados seis tomógrafos, dois mamógrafos, 13 aparelhos de raios-X fixos, 13 de raios-X móveis, 15 ultrassonografias, seis vídeos endoscópicos. Também foram adquiridos 615 monitores multiparâmetros, 60 ventiladores pulmonares, sete esterilizadores de baixas temperaturas, 84 desfibriladores/cardioversores, três vídeos gastroscópios e 48 eletrocardiógrafos.


Além disso, também foram comprados pelo Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), 1.450 camas hospitalares, 60 berços hospitalares, 16 incubadoras neonatais, 38 centrífugas laboratoriais, 20 câmaras para conservação de hemoderivados, três câmaras mortuárias, dois termodesinfectores, cinco analisadores automáticos de hematologia, oito arcos cirúrgicos, oito autoclaves, 23 carros de anestesia, 136 carros de emergência, 18 mesas cirúrgicas elétricas, 35 focos cirúrgicos de teto, 108 focos cirúrgicos auxiliares e três microscópios cirúrgicos oftalmológicos.


Ambulâncias – E além dos novos equipamentos para a Rede Hospitalar da Sesau, o Governo de Alagoas também investiu na aquisição de 155 novas ambulâncias. As novas unidades móveis foram destinadas a realizar o transporte de pacientes entre as unidades hospitalares, bem como, fortalecer o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), garantindo aos alagoanos transporte sanitário e atendimento pré-hospitalar móvel mais rápido e seguro.
🔵 Acompanhe nosso blog site no Google News  para obter as últimas notícias 📰 aqui

  🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem