Maceió-AL

Pseudoterapias : o truque manipulativo que elas escondem na criação utópica da família

Veja também

        
Arquivo: Robert Henri - Betalo Rubino, Dramatic Dancer
Betalo Rubino, Dançarino Dramático


RESUMO

O lucro - um novo filão no mercado


O texto que reproduzo logo abaixo , reflexiona sobre o aparecimento de pseudoterapias, sem a mínima comprovação científica no meio das universidades públicas, dos tribunais de justiça e na saúde. As pseudoterapias,dentre elas as Constelações ,criam a nova mentalidade de geração de lucro monetário pessoal em meio a crise financeira, com disseminação pandêmica nas redes sociais;  questiono sobre o truque manipulativo que elas escondem na criação utópica da família feliz,em detrimento da racionalidade sobre as diferenças e conflitos normais , peculiares entre seres humanos .

O teatro subjetivo, não científico, das práticas ilógicas das pseudoterapias 

Os "profissionais" que abraçam por ganância essa enorme jazida de ouro ,esse novo nicho de mercado estabelecido no mundo dos negócios , têm a mente e o corpo humano, como matérias- primas a serem processadas no teatro subjetivo, não científico, das práticas ilógicas das pseudoterapias da New Age .

Constelação familiar é uma terapia alternativa que é apresentada como uma solução para conflitos de todos os tipos, é claro, principalmente os ligados aos problemas entre pais e filhos e casais . 

O palestrante,a morbidez histriônica e o lucro 


Primeiro de tudo, tenho que admitir que me senti atraído por uma certa morbidez diante de todas aquelas pessoas que se abraçavam ou choravam, quando da minha participação obrigatória em 2016 e me entretive olhando para os rostos daqueles que não agem como protagonistas , assim como no penteado da palestrante e seus trejeitos similares a uma possessão demoníaca histriônica no palco capitalista fomentado por seus patrocinadores detentores do poder, e da justiça, provendo a subsistência de capitais para os mesmos .

A paternidade no mundo da arte da vida


A paternidade em geral dá muito jogo no mundo da arte, eu ousaria dizer que é a base de um grande número de obras-primas. Entre as memoráveis mães de escritores, é claro, me recordo a de Borges ou a de Proust. 
Borges morou com sua mãe até a morte desta em 1975, quando ele tinha 76 anos. Dona Leonor tinha uma personalidade esmagadora.

Era filha única de uma família aristocrática, cujo status derivava dos feitos gloriosos do coronel Francisco Suárez nas Guerras da Independência. Dona Leonor era muito esnobe e parecia não gostar das mulheres que "Georgie" pretendia namorar. No final, foi ela quem escolheu a esposa de seu filho quando ele tinha 67 anos, mas o casamento não durou muito tempo.

Ambas as mães seguiram atentamente cada passo de seus filhos até que tudo fosse razoável. Todos os dias da sua vida, Borges sentou-se ao pé da cama da mãe para contar como o dia tinha passado. Em cada carta que Proust escreveu deu conta detalhada para a sua "maman" da mecânica de seu corpo. Dessa relação desconfortável veio também a reprovação em mais de cem páginas que seriam publicadas mais tarde com o título de Carta ao Pai, e que em vida o escritor nunca ousou enviar.

NOTA do AR NEWS - A maior parte da obra de Kafka, como A Metamorfose, O Processo e O Castelo, está repleta de temas e arquétipos de alienação e brutalidade física e psicológica, conflito entre pais e filhos, personagens com missões aterrorizantes, labirintos burocráticos e transformações místicas. 


 Diante do truque enganoso da família feliz,eu prefiro o trauma.

Em um deles, escolhido ao acaso , discute-se a conveniência da religião na educação das crianças, também se celebram as vantagens de que os dois pais vivam juntos sob o mesmo teto ou que a mulher não trabalhe fora de casa. 

Eu me sinto como um observador da rede, e navegando aqui e ali ,vejo imediatamente que essas práticas não-científicas - astrologia, homeopatia, aromaterapia quântica, movimentos do espírito , Constelação Familiar, estão se aprofundando cada vez mais em algumas universidades públicas, no sistema de saúde e no judiciário. Não tenho dúvidas, diante do truque enganoso da família feliz,eu prefiro o trauma. Eu nem quero imaginar o que poderia ter acontecido se Kafka tivesse participado de uma dessas sessões e ao final tivesse acabado em um feliz abraço com todos os seus ancestrais.



Nota :Robert Henri, americano, 1865-1929 - As pinceladas dramáticas e as cores ousadas deste retrato são marcas registradas dos melhores trabalhos de Robert Henri. O artista evitou as encomendas de retratos tradicionais e preferiu selecionar seus próprios modelos da classe trabalhadora. Ele considerava a talentosa dançarina espanhola Betalo Rubino uma artista por direito próprio, e ela por sua vez o convidou a contribuir em suas performances, permitindo-lhe sugerir movimentos ou gestos que enfatizariam suas entradas e saídas de palco.

 Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
–>