{ads}

Implantes cerebrais da Neuralink: esperança para milhões com deficiências

Leia outros artigos :

Explorando a Fronteira da Tecnologia: Neuralink Inicia Ensaios Clínicos em Humanos



Neuralink Inicia o Primeiro Ensaio Clínico em Humanos: Um Marco na Exploração das Interfaces Cérebro-Computador


Após anos de controvérsia, a Neuralink, empresa de implantes de chips cerebrais fundada por Elon Musk, está dando um passo histórico ao iniciar seu primeiro teste clínico em humanos. Este marco representa não apenas um avanço tecnológico significativo, mas também um esforço para melhorar a qualidade de vida de pessoas com tetraplegia devido a lesões medulares ou esclerose lateral amiotrófica (ELA).

O Estudo PRIME: Precisão e Inovação na Interface Cérebro-Computador


O estudo, denominado PRIME (Precise Robotically Implanted Brain-Computer Interface), busca avaliar a segurança do implante N1 e do robô cirúrgico R1 da Neuralink, bem como testar a funcionalidade inicial da interface cérebro-computador (BCI) implantável e sem fio da empresa. O objetivo é permitir que pessoas com paralisia controlem dispositivos externos por meio de seus pensamentos.

O robô R1 é projetado para posicionar os fios ultrafinos e flexíveis do implante N1 em uma área do cérebro responsável pela intenção de movimento. Uma vez implantado, o N1 é virtualmente invisível e tem a função de registrar e transmitir sinais cerebrais sem fio para um aplicativo que decodifica a intenção de movimento. Inicialmente, a BCI visa conceder às pessoas a capacidade de controlar um cursor ou teclado de computador usando apenas o poder de seus pensamentos.

Elegibilidade e Rigor nos Critérios de Participação


O primeiro ensaio clínico em humanos conduzido pela Neuralink tem critérios rigorosos de seleção. Os participantes elegíveis devem ter tetraplegia devido a lesão medular ou ELA e devem estar pelo menos um ano após a lesão, sem melhora significativa. Além disso, os participantes devem ter 22 anos ou mais e contar com um cuidador.

No entanto, é importante observar que pessoas propensas a convulsões, com implantes ativos como marca-passo ou que necessitem de ressonâncias magnéticas contínuas ou tratamentos semelhantes não serão incluídas no estudo.

A Neuralink também está convidando indivíduos a se inscreverem em seuRegistro de Pacientes ), indicando a expectativa de futuros ensaios clínicos.

Duração e Monitoramento Constante


O estudo PRIME está previsto para se estender por seis anos, com um monitoramento constante ao longo desse período. A primeira fase, conhecida como Estudo Primário, consistirá em nove consultas domiciliares e clínicas ao longo de 18 meses. Posteriormente, os participantes serão submetidos a 20 consultas durante um período de cinco anos.

Além disso, as sessões de pesquisa da BCI serão realizadas continuamente durante o estudo, envolvendo duas sessões de uma hora por semana. Essa abordagem demonstra o compromisso da Neuralink em avaliar e melhorar continuamente sua tecnologia.

Uma Missão com Potencial Transformador


A Neuralink, fundada por Elon Musk em 2016, tem como objetivo desenvolver uma interface de chip cerebral que possa ser implantada no crânio e restaurar o movimento, a comunicação e até mesmo a visão de pessoas com diversas deficiências. Embora tenha enfrentado desafios e controvérsias ao longo de sua jornada, a empresa recebeu aprovação da Food and Drug Administration (FDA) para conduzir testes em humanos.

Esse marco representa um passo importante na missão da Neuralink de criar uma interface cerebral que possa restaurar a autonomia de pessoas com necessidades médicas não atendidas. A empresa acredita que sua tecnologia tem o potencial de melhorar significativamente a qualidade de vida de milhões de pessoas nos próximos anos.

Conclusão

O início do primeiro ensaio clínico em humanos da Neuralink é um momento histórico na exploração das interfaces cérebro-computador. Embora a jornada até aqui tenha sido marcada por desafios e controvérsias, a empresa está comprometida em avançar em direção a uma tecnologia que pode trazer esperança e transformação para aqueles com necessidades médicas não atendidas. O estudo PRIME representa um passo ousado em direção a um futuro onde o poder da mente pode ser aproveitado para melhorar a qualidade de vida das pessoas.
AR News
Continue a leitura do texto após o anúncio:
Confira>> Últimas Notícias 🌎

Siga-nos


📙 GLOSSÁRIO:

🖥️ FONTES :
Com Agências :

NOTA:
O AR NEWS publica artigos de várias fontes externas que expressam uma ampla gama de pontos de vista. As posições tomadas nestes artigos não são necessariamente as do AR NEWS NOTÍCIAS.
🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️
Continue a leitura no site após o anúncio:

Postar um comentário

0 Comentários
* Por favor, não faça spam aqui. Todos os comentários são revisados ​​pelo administrador.