Maceió-AL

Paquistão : ONU teme uma deterioração da situação humanitária

Veja também

Paquistão Bandeira
Paquistão Bandeira 
Logo AR NEWS NOTÍCIAS 24 horas
AR NEWS NOTÍCIAS 24 horas

AR NEWS:  Brasil, Maceió ,06 de setembro  de 2022




(Genebra) A situação humanitária das comunidades afetadas pelas enchentes no Paquistão deve se deteriorar, disse a ONU na terça-feira, ao estabelecer uma ponte aérea para entregar ajuda às vítimas.

🔵Para as últimas manchetes, siga nosso canal do Google Notícias on-line ou pelo aplicativo.  📰 aqui

As chuvas torrenciais no Paquistão nas últimas semanas causaram as piores inundações da história do país.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, mais de 1.460 centros de saúde estão afetados, dos quais 432 estão totalmente danificados e 1.028 parcialmente danificados, a maioria na província de Sindh.

Mais de 4.500 campos médicos foram criados pela OMS e seus parceiros de saúde, e 230.000 testes rápidos para triagem de diarreia aquosa aguda, malária, dengue, hepatite e chikungunya foram distribuídos.

Durante uma coletiva de imprensa em Genebra, um porta-voz da OMS, Tarik Jasarevic, explicou que ainda era difícil acessar as áreas afetadas pelas inundações, mas ressaltou a urgência de intensificar a vigilância.

De acordo com a OMS, as atuais epidemias de COVID-19, diarreia aquosa aguda, febre tifóide, sarampo, dengue, leishmaniose, HIV e poliomielite provavelmente se agravarão.  

"Já recebemos relatos de aumento do número de casos de diarreia aquosa aguda, febre tifóide, sarampo e malária, especialmente nas áreas mais afetadas", disse Jasarevic.

A mortalidade neonatal e as taxas de desnutrição aguda grave provavelmente aumentarão devido à interrupção dos serviços de saúde.

"A situação deve piorar, especialmente para as pessoas mais vulneráveis", disse o porta-voz da OMS.  

“Apoio internacional urgente”
Até agora, a OMS entregou US$ 1,5 milhão em medicamentos essenciais e outros suprimentos, incluindo kits de purificação de água e sachês de sal de reidratação oral, e está pedindo US$ 19 milhões para ajudar as populações afetadas.

“Há uma necessidade urgente de intensificar a vigilância de doenças, restaurar instalações sanitárias danificadas, garantir que medicamentos e suprimentos médicos sejam em quantidade suficiente e fornecer apoio psicossocial e de saúde mental às comunidades afetadas”, disse Jasarevic.

A organização também está se preparando para enfrentar uma deterioração da situação nos próximos meses, pois são esperadas mais chuvas de monção.

Mais de 33 milhões de pessoas foram afetadas por essas inundações. Um terço do Paquistão foi encontrado debaixo d'água e pelo menos 1.300 pessoas morreram.

“A escala da devastação requer apoio internacional urgente”, disse o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) em comunicado, que também teme que “a situação se deteriore”.



Continue a leitura após o anúncio:
Confira  Últimas Notícias 🌎

Também envolvido em operações de ajuda humanitária, o ACNUR lançou uma ponte aérea para entregar ajuda de Dubai.

Quatro primeiros voos foram realizados na segunda-feira, disse à mídia em Genebra a diretora do escritório regional do ACNUR para a Ásia e o Pacífico, Indrika Ratwatte. Outros seis voos estão previstos, com colchões, lonas e utensílios de cozinha a bordo.

Caminhões do ACNUR carregando barracas para cerca de 11.000 famílias também estão a caminho do Uzbequistão, e mais comboios estão planejados.

Em particular, a ajuda deve ser fornecida a 50.000 famílias nas áreas mais afetadas.

“A insegurança alimentar será enorme, porque as plantações estão obviamente devastadas e o pouco gado que eles tinham também está destruído”, observou Ratwatte.

📙 GLOSSÁRIO:


🖥️ FONTES :
 
Com Agências


🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️

  Continue a leitura no site após o anúncio:

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
–>