{ads}

Juiz do caso contra "El Pollo" Carvajal se recusa a incluir depoimentos favoráveis ​​de traficantes de drogas

Leia outros artigos :

Na audiência em Nova York, que faz parte da preparação do julgamento, o juiz rejeitou um pedido da defesa para incluir o depoimento do traficante de drogas mexicano Luis Fernando Bertulucci Castillo


"Na audiência em 01/11 em Nova Iorque, o juiz que preside ao processo da Justiça dos Estados Unidos contra o ex-general venezuelano Hugo “El Pollo” Carvajal, acusado de tráfico de droga, recusou um requerimento da defesa para adicionar o testemunho de um traficante de droga mexicano que poderia potencialmente absolver Carvajal, de acordo com informações dos advogados. Carvajal foi extraditado da Espanha em julho e é acusado de introduzir cocaína nos Estados Unidos, alegando inocência. Posteriormente, o juiz Alvin Hallerstein deu ao Ministério Público um prazo de três meses para apresentar toda a evidência do caso, o qual expirou hoje, 1º de novembro.

A defesa solicitou o testemunho do traficante de droga mexicano Luis Fernando Bertulucci Castillo, também conhecido como Fernando Blengio, alegando que ele poderia absolver Carvajal. No entanto, o Ministério Público opôs-se firmemente a essa solicitação. Blengio, uma testemunha considerada essencial pela defesa, não está mais sob custódia dos EUA, mas sim no México. Seus advogados afirmam que ele está disposto a testemunhar lá, visto que está proibido de fazê-lo nos Estados Unidos.

O juiz Hallerstein marcou a próxima audiência no caso contra Carvajal para 12 de dezembro. Em 2020, os EUA acusaram Carvajal, juntamente com o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, e o primeiro vice-presidente do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), Diosdado Cabello, considerado o número dois do chavismo, e outros líderes venezuelanos. Todos foram acusados de conspiração narcoterrorista. O Ministério Público dos EUA alega possuir evidências da participação de Carvajal no envio de 5,6 toneladas de cocaína da Venezuela para o México em um avião DC-9 em 2006, uma questão central neste caso. Contudo, o juiz rejeitou hoje a moção da defesa relacionada a este ponto crucial.

Zachary Margulos-Ohnuma, advogado de defesa, revelou que Blengio admitiu ser o proprietário do avião em questão e subornou outras autoridades venezuelanas. No entanto, ele negou ter subornado Carvajal. Margulos-Ohnuma expressou sua decepção pela exclusão do depoimento de Blengio no julgamento. Segundo o advogado, Blengio poderia fornecer provas sobre os verdadeiros responsáveis pelo tráfico de drogas. Ele argumentou no tribunal que o julgamento visa descobrir a verdade e questionou por que o governo e o juiz não permitiriam que o júri ouvisse o proprietário do avião que está no cerne das acusações contra Hugo Carvajal.

O governo dos EUA acusa Carvajal, assim como Maduro e Cabello, de participar em uma conspiração narcoterrorista corrupta e violenta. Supostamente, essa conspiração envolveu o Cartel de Los Soles e guerrilheiros colombianos das FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia)."
AR News
Continue a leitura do texto após o anúncio:
Confira>> Últimas Notícias 🌎

Siga-nos


📙 GLOSSÁRIO:

🖥️ FONTES :
Com Agências :

NOTA:
O AR NEWS publica artigos de várias fontes externas que expressam uma ampla gama de pontos de vista. As posições tomadas nestes artigos não são necessariamente as do AR NEWS NOTÍCIAS.
🔴Reportar uma correção ou erro de digitação e tradução :Contato ✉️
Continue a leitura no site após o anúncio:

Postar um comentário

0 Comentários
* Por favor, não faça spam aqui. Todos os comentários são revisados ​​pelo administrador.